Brasil é 4º no revezamento das maratonas aquáticas no Mundial de Gwangju

Equipe nadou com Ana Marcela Cunha, Viviane Jungblut, Diogo Villarinho e Fernando Ponte

Embora não tenha subido ao pódio, o time brasileiro fez bonito nesta quinta-feira, 18, na Coreia, noite de quarta-feira, 17, no Brasil, na prova do revezamento misto (5km) do Mundial de Desportos Aquáticos de Gwangju.

A equipe formada por Ana Marcela Cunha, Viviane Jungblut, Diogo Villarinho e Fernando Ponte sabia, desde o início, que conquistar uma medalha seria complicado. Mas o quarto lugar entre os 21 times, de 21 países, que competiram superou as expectativas e deixou todos os atletas e membros da comissão técnica felizes. O Brasil completou a prova com o tempo de 54min24s5.

“Foi uma prova muito boa. Acho que todo mundo nadou acima do que esperava. Superou as expectativas. A gente sabia que nós dificilmente brigaríamos por uma medalha, mas a gente acreditou até o final e o quarto lugar foi muito bom. É uma colocação de respeito e a gente está muito feliz”, comemorou Diogo Villarinho.

A prova, que não olímpica, foi vencida pela equipe da Alemanha, com Lea Boy, Sarah Koehler, Soeren Meissner e Rob Muffels. Eles chegaram ao ouro com o tempo de 53min58s7. O time italiano, formado por Rachele Bruni, Giulia Gabbrielleschi, Domenico Acerenza e Gregorio Paltrinieri, chegou muito próximo dos alemães e ficou com a prata, com 53min58s9. O bronze foi para os Estados Unidos, que teve Haley Anderson, Jordan Wilimovsky, Ashley Twichell e Michael Brinegar. Eles terminaram com o tempo de 53min59s0.

“Acho que a estratégia que a gente pensou funcionou muito bem. Colocamos as duas meninas na frente (Ana Marcela e Viviane) e é claro que a gente queria brigar pela medalha, mas tinha muitas equipes favoritas que a gente desbancou, como a França e Holanda. A gente conseguiu vencê-las. Acho que foi um resultado muito positivo nisso”, ressaltou Fernando Ponte.

Nesta sexta-feira, 19, na Coreia, noite de sexta-feira, 18, no Brasil, as maratonas aquáticas disputam a última prova no Campeonato Mundial de Desportos Aquáticos de Gwangju: os 25km.

Ana Marcela Cunha, tricampeã desta prova e que ontem conquistou o ouro nos 5km e se tornou a maior campeã da história dos Mundiais nas maratonas aquáticas, tentará chegar ao tetracampeonato nos 25km. O Brasil teria ainda Victor Colonese na disputa masculina, mas o nadador pediu para não competir. A largada será às 8h para os homens e às 8h05 para as mulheres, 20h e 20h05 no horário de Brasília, respectivamente.

Recentes