Home Blog

Dominante, Charles Leclerc lidera TL3 do GP da Espanha de Fórmula 1

0

Barcelona, Espanha – Charles Lecrerc, da Ferrari, manteve o ritmo forte e novamente registrou o melhor tempo no treino livre antes da corrida classificatória do GP de Barcelona.

Com 1min19s772, Leclerc marcou o melhor tempo do terceiro treino. Verstappen ficou na segunda posição apenas 0.072 atrás da Ferrari. George Russell registrou 1min19s920, o terceiro melhor tempo. Hamilton, que fez boas voltas, ficou em quarto com 1min20s002.

 

A corrida classificatória do GP de Barcelona começa às 11h de Brasília.

 

Futuro de Mbappé: novela termina amanhã (22)

0

Paris, França – O último capítulo da novela sobre o futuro de Kylian Mbappé vai ao ar no domingo (22). O astro do PSG pretende comunicar qual clube vai defender na próxima temporada amanhã, segundo informou o L’Équipe.

A mãe do campeão do mundo já revelou que as propostas, tanto do PSG quanto do Real Madrid, são financeiramente parecidas. E, ao que parece, Mbappé já escolheu, falta apenas comunicar a imprensa.

O PSG encerra neste sábado a sua temporada, cujo último jogo será contra o Metz, no Parque dos Príncipes. Seria esta a última oportunidade, pelo menos por enquanto, dos fãs do PSG assistirem à Mbappé com a camisa do time? Vamos descobrir amanhã!

Com herói improvável, Warriors vencem os Mavericks na final do oeste

0

São Francisco, EUA – A história do primeiro jogo, que terminou com a vitória dos Warriors, parecia que não se repetiria desta vez. No segundo jogo da final oeste, os Mavericks começaram com força total. Nos dois primeiros quartos, domínio absoluto do time de Luka Dončić.

Porém, a máxima de que “o jogo só termina quando acaba”, foi levada ao pé da letra pela equipe de Stephen Curry, que arrancou a vitória dos Mavs após buscar 19 pontos. Com a vitória, a equipe de São Francisco abriu 2×0 na série melhor de sete.

O próximo confronto entre as equipes está marcado para o próximo domingo (22), às 22h de Brasília.

O jogo: Mavericks x Warriors

O primeiro tempo foi todo de Dallas, com os arremessadores do Texas certeiros e calibrados. Ao todo, foram 15 bolas de 3 pontos só nos dois primeiros quartos.

A situação mudou completamente no terceiro quarto, com os Warriors vencendo a parcial por 25 a 13 e assumindo a liderança do placar.

Dallas não conseguiu replicar o jogo do primeiro tempo e acabou vendo os rivais crescerem.

O grande responsável pela virada de Golden State não foi nem tanto Stephen Curry, Klay Thompson ou Draymond Green. Kevon Looney comandou o garrafão com 21 pontos e 12 rebotes.

Essa foi a primeira vez na carreira na NBA, seja temporada regular ou playoffs, que Looney anotou mais de 20 pontos.

Curry guardou o melhor para os minutos finais com bolas decisivas que colocaram Dallas “para dormir”. Placar final: 126 a 117 e fim de papo na Arena Chase Center.

NBA: onde assistir Golden State Warriors x Dallas Mavericks?

0

São Francisco, EUA – O Golden State Warriors volta a receber o Dallas Mavericks nesta sexta-feira (20). O segundo jogo da final da Conferência Oeste promete fortes emoções, a partir das 22h, no Chase Center, em São Francisco.

Para o jogo 2 da série, com exceção de Gary Payton (fratura no cotovelo), a equipe dos Warriors não tem desfalque, devendo mandar a quadra a mesma escalação com qual venceu o último jogo.

Já os Dallas Mavericks tem situação parecida. O único desfalque é Tim Hardaway Jr., que se lesionou ainda na temporada regular. Não joga desde janeiro deste ano.

Onde assistir: Golden State Warriors x Dallas Mavericks

Final da Conferência Oeste: Warriors x Mavericks
Horário: a partir das 22h
Onde assistir: SporTv 2, TNT Sports (YouTube) e Canal do Gaules (Twitch)

ATP bate o martelo e não vai contabilizar pontos de Wimbledon para o ranking

0

Londres, Inglaterra – A ATP (Associação de Tenistas Profissionais) não vai usar os pontos de Wimbledon para a contagem do ranking mundial. A decisão é uma forma de não prejudicar tenistas russos e bielorrussos, que estão impedidos de disputar o Slam inglês.

“A decisão de Wimbledon de proibir jogadores russos e bielorrussos de competir no Reino Unido neste verão mina o princípio da não discriminação a integridade do sistema de classificação ATP. Sem uma mudança nas circunstâncias, é com grande pesar e relutância que não vemos outra opção a não ser remover os pontos de Wimbledon para 2022”, disse a ATP.

“Nossas regras e acordos existem para proteger os direitos dos jogadores como um todo. Decisões unilaterais dessa natureza, se não tratadas, abrem um precedente prejudicial para o resto de um circuito que opera em mais de 30 países”, acrescentou o comunicado divulgado pela entidade.

Daniil Medvedev, atual número 2 do mundo, é um dos muitos impedidos de competir na grama de Wimbledon.

O Grand Slam britânico está marcado para ocorrer entre os dias 27 de junho e 10 de julho.

Fina transfere Mundial de piscina curta da Rússia para a Austrália

0

Lausanne, Suíça – A Fina (Federação Internacional de Natação) bateu o martelo e decidiu mudar a sede do Mundial de piscina curta, que seria realizado na cidade de Cazã, em dezembro. A decisão vem em resposta à invasão russa na Ucrânia.

Apesar de rumores circularem na mídia especializada há algum tempo, somente hoje, por meio de um comunicado à imprensa, a informação foi confirmada.

A entidade máxima dos esportes aquáticos concedeu à Melbourne, cidade australiana, o direito de sediar o evento, que agora vai ocorrer entre 13 e 18 de dezembro.

Fã do Real Madrid, Rafael Nadal vai assistir à final da Champions no estádio

0

Paris, Espanha – Treze vezes campeão de Roland Garros, Rafael Nadal já está em Paris para a disputa do Slam francês. Mas o Philippe-Chatrier não será o único estádio que o espanhol vai entrar este mês. Torcedor do Real Madrid, ele irá acompanhar seu time no duelo com o Liverpool pelo título.

O jogo entre Real Madrid e Liverpol, pela final da Liga dos Campeões, está marcado para o próximo dia 28 de maio, às 16h, no Stade de France, capital francesa.

Assim como o tenista em Roland Garros, coincidentemente, o clube espanhol briga pelo seu 14º troféu.

Gareth Bale no Cardiff City? Parece que…

0

Cardiff, País de Gales – Em final de contrato com o espanhol Real Madrid, o futuro do galês Gareth Bale ainda é incerto. Porém, rumores apontam que o camisa 18 do Real pode terminar sua carreira em casa e a assinar pelo Cardiff City.

O auxiliar-técnico da seleção galesa, Robert ‘Rob” Page, acredita que a volta de Bale “faz muito sentido, porque preenche todos os requisitos”.

Gareth Bale tem 32 e anunciou que vai se aposentar do futebol de clubes em 2022, mas que seguirá defendendo a seleção de seu país.

Cristiano Ronaldo lidera lista de convocados pelo técnico Fernando Santana

0

Lisboa, Portugal – O técnico Fernando Santos convocou na manhã desta sexta-feira (20) os jogadores que defenderão Portugal nos quatros primeiros jogos na Liga das Nações.

Com a presença de velhos conhecidos, como Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva, a lista conta também com novidades: o zagueiro David Carmo e o atacante Ricardo Horta, ambos do Braga.

O zagueiro Pepe e o meia Otávio, do Porto, e o também meio-campista Matheus Nunes, do Sporting, são os brasileiros da lista.

Portugal estreia contra a Espanha, finalista da última edição, no dia 2 de junho, antes de receber a Suíça, no dia 5, e a República Checa, no dia 9. Em 12 de junho, volta a duelar com a Suíça.

‘Roger Federer não é o maior de todos os tempos’, afirma José Luis Clerc

0

Buenos Aires, Argentina – Em entrevista ao periódico Olé, o ex-tenista José Luis Clerc falou porque Roger Federer não pode ser considerado o maior de todos os tempos.

Para o argentino, semifinalista em Roland Garros em 1982, o título de GOAT deve ser atribuído àquele com o maior número de Majors. Clerc não acredita que o suíço será capaz de vencer outro Grand Slam e acrescenta:

“Se Rafael Nadal vencer Roland Garros, ele será o maior de todos os tempos sem mais discussões”, analisou.

“Quanto a Roger Federer, não acho que ele possa ganhar outro Grand Slam. Nós, fãs de tênis, gostaríamos que os suíços jogassem para sempre, mas isso não é possível”.

“Muita gente continua dizendo que Roger é o GOAT, mas para mim o maior de todos os tempos será aquele com mais Majors no quadro”.

“Federer esteve ausente por muito tempo e a idade certamente não está do seu lado. Novak Djokovic e Rafael Nadal têm uma chance muito maior de ganhar mais Grand Slams, mesmo que tenhamos que ficar de olho na ascensão de Carlos Alcaraz”, concluiu.

Roland Garros: guia completo do segundo Grand Slam de 2022

0

Paris, França – As últimas semanas têm sido agitadas no circuito mundial de tênis. Depois do Masters e WTA 1000 de Madri e Roma, a ação continua no saibro de Roland Garros.

De 22 de mio a 5 de junho, os melhores tenistas do mundo se enfrentam no segundo Grand Slam da temporada.

Para ajudar você a não perder nada, a Agência Olímpica preparou um guia completo do torneio. Saiba mais sobre a 121ª edição de Roland Garros, que promete ser uma das mais memoráveis dos últimos tempos.

Alcaraz desafia Nadal e Djokovic

Com as últimas seis edições vencidas por Rafael Nadal (quatro) e Novak Djokovic (duas), você pode pensar que eles são os absolutos favoritos para Roland Garros. No entanto, o contexto da competição mudou neste ano, e esse parece ser o torneio mais difícil de prever desde a primeira vitória de Nadal em 2005.

O espanhol, que ganhou o evento 13 vezes, chegará a Porte d’Auteuil com uma preparação nada ideal, tendo perdido nas oitavas de Roma para Denis Shapovalov. Depois de seu título no Australian Open, que o tornou o primeiro homem a vencer 21 Slams, o atleta de 35 anos tentará fazer mais história em seu torneio favorito.

No entanto, outro gigante tentará fazer história novamente. Dono de 20 Slams, Novak Djokovic é o atual número 1 do mundo e chega à França confiante. Apesar de ter jogado apenas 17 partidas em 2022, ele venceu o Masters de Roma, derrotando o expert em saibro Stefanos Tsitsipas na final. Eles se enfrentaram na decisão em Paris ano passado.

Desfrutando de um excelente ano, o espanhol Carlos Alcaraz será uma das principais atrações em Paris. O tenista de 19 anos já venceu dois Masters 1000 neste ano, na quadra dura de Miami e no saibro de Madri. Na capital espanhola, Alcaraz fez algo inédito: venceu Nadal e Djokovic no mesmo torneio no saibro.

“Para alguém de sua idade, jogar com tanta maturidade e coragem é impressionante”, disse Djokovic após perder para Alcaraz na semifinal em Madri.

Treinado por Juan Carlos Ferrero, campeão de Roland Garros em 2003, o número 6 do mundo será considerado um dos favoritos em sua segunda participação no evento, após a derrota na terceira rodada em 2021.

Algumas estrelas notáveis estarão de fora: Roger Federer ainda se recupera de lesão no joelho, Andy Murray preferiu focar em Wimbledon e Matteo Berrettini se recupera de uma cirurgia.

Outros candidatos são o campeão Olímpico Alexander Zverev, o campeão de Monte Carlo Tsitsipas e Daniil Medvedev, retornando de lesão.

Favoritas para Roland Garros no feminino

Com Ashleigh Barty, ex-número 1 do mundo, aposentada aos 26 anos, o torneio feminino tinha tudo para ser aberto como o masculino. Mas as últimas semanas mudaram tudo.

A polonesa Iga Swiatek chega à França com uma incrível série de 28 vitórias. A nova líder do ranking não perde desde fevereiro e ganhou cinco torneios seguidos, em Doha, Indian Wells, Miami, Stuttgart e Roma. Na capital italiana, ela perdeu apenas 21 games em cinco partidas, sem conceder sets. Ela também tem história em Paris, tendo vencido o Slam em 2020.

A outra jogadora que chega em grande forma é Ons Jabeur. A tunisiana recentemente ganhou seu primeiro WTA 1000 em Madri em maio antes de chegar à final em Roma, na qual perdeu para Swiatek. O placar de duplo 6/2 pode fazer parecer que o jogo foi fácil, mas Jabeur deu trabalho no segundo set. Ela é a primeira tenista árabe a entrar no top 10 e a primeira a ganhar um WTA 1000.

Atual campeã e número 2 do mundo, Barbora Krejcikova tem sofrido com uma lesão no cotovelo desde fevereiro. Paula Badosa, que fez quartas em Paris ano passado, tentará ir mais longe. A número 3 do mundo ganhou Indian Wells em 2021 e o WTA 500 de Sydney em janeiro, mas não tem feito uma boa temporada de saibro.

A grega Maria Sakkari, número 4 do mundo, esteve a pontos de derrotar Jabeur nas quartas em Roma e também chegou à final de Indian Wells em março.

A campeã de Tóquio 2020, Belinda Bencic, Aryna Sabalenka, a vice-campeã do Australian Open Danielle Collins e a campeã do Masters de 2021 Garbiñe Muguruza também têm boas chances.

Programação de Roland Garros

16 a 20 de maio: Qualifying
22 de maio – 5 de junho: Chave principal
4 de junho: Final feminina
5 de junho: Final masculina

Como assistir a Roland Garros
No Brasil, o Sportv e a ESPN transmitem o evento. Em Portugal, a cobertura fica a cargo do Eurosport.

Últimos campeões de Roland Garros

Masculino

2021: Novak Djokovic (Sérvia)
2020: Rafael Nadal (Espanha)
2019: Rafael Nadal (Espanha)
2018: Rafael Nadal (Espanha)
2017: Rafael Nadal (Espanha)

Feminino

2021: Barbora Krejcikova (República Tcheca)
2020: Iga Swiatek (Polônia)
2019: Ashleigh Barty (Austrália)
2018: Simona Halep (Romênia)
2017: Jelena Ostapenko (Letônia)

Saiba quem foi Roland Garros, homem que dá nome ao Grand Slam Francês

0

Paris, França – Ao contrário do que muitos imaginam, Eugène Adrien Roland Georges Garros nunca ganhou um Grand Slam em sua carreira. Aliás, ele sequer disputou um torneio de tênis ao longo dos seus 29 anos de vida.

Roland Garros foi pioneiro na aviação francesa, amigo de Santos Dumont, herói da 1ª Guerra Mundial e fugitivo de campo de prisioneiro alemão. Também tem fama na aviação nacional e foi um dos responsáveis por ajudar a introduzir o transporte aéreo no Brasil.

Ao longo da semana, vamos trazer mais informações e curiosidades sobre o segundo Grand Slam do circuito mundial de tênis. Siga nossas redes sociais para não perder nada.