Fina acrescenta regras para evitar má conduta durante o Mundial de Gwangju

Fina acrescenta regras para evitar má conduta durante o Mundial de Gwangju

A Federação Internacional de Natação (Fina) acrescentou novas regras ao seu código de conduta para evitar o mau comportamento durante as cerimônias de premiação, disse um comunicado nesta quinta-feira.

O órgão anexou um artigo adicional ao seu Código de Conduta, aprovado na terça-feira na cidade sul-coreana de Gwangju, onde está em andamento o décimo oitavo Campeonato Mundial de esportes aquáticos.

O novo artigo, intitulado “Regras de Conduta Durante a Competição”, estipula: “Os competidores participarão ativamente da condução completa da competição, incluindo cerimônias de premiação e, se aplicável, apresentações e/ou coletivas de imprensa.”

“Eles devem evitar estritamente qualquer comportamento ofensivo ou impróprio para com os oficiais, os outros competidores, os membros da equipe e/ou com os espectadores durante todo o andamento da competição”, afirma.

“Qualquer declaração ou comportamento político, religioso ou discriminatório é estritamente proibido”, acrescenta o artigo.

As regras revisadas vieram depois que Duncan Scott, da Grã-Bretanha, se recusou a subir ao pódio durante a cerimônia de entrega de medalhas da final masculina dos 200m livre, a qual foi vencida pelo chinês Sun Yang.

Mack Horton, da Austrália, medalhista de prata, também se distanciou do pódio durante a cerimônia masculina de 400 metros estilo livre, quando Sun também foi ouro.

Scott e Horton protestaram contra Yang após uma confusão envolvendo o nadador chinês que foi absolvido pela Fina após suposto doping.

WADA apela em caso contra nadador Sun Yang

Confira todas as notícias do Mundial de Gwangju.

View Comment (1)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima