Vaticano lança equipe de atletismo

O atletismo do Vaticano tem a bênção do Comitê Olímpico Italiano. Sacerdotes, freiras e bibliotecário de 62 anos estão entre os membros

O Vaticano lançou uma equipe de atletismo com o objetivo de participar de competições internacionais – incluindo as Olimpíadas – como parte de um acordo assinado com o Comitê Olímpico Italiano (CONI).

Cerca de 60 corredores da Santa Sé – guardas suíços, padres, freiras, farmacêuticos e um professor de 62 anos que trabalha na Biblioteca Apostólica – são os primeiros membros credenciados do Atletismo do Vaticano. É a mais recente iteração da promoção de longa data da Santa Sé ao esporte como um instrumento de diálogo, paz e solidariedade.

Por causa do acordo com o CONI, a equipe agora faz parte da associação de atletismo italiana e está procurando se juntar à Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). Espera disputar competições internacionais, incluindo os Jogos dos Pequenos Estados da Europa – abertos a estados com menos de um milhão de pessoas – e os Jogos do Mediterrâneo. O país pretende assinar acordos semelhantes com o Comitê Paralímpico Italiano.

“O sonho que temos vezes é ver a bandeira da Santa Sé entre as delegações na abertura dos Jogos Olímpicos”, disse dom José Sánchez de Toca y Alameda, presidente da equipe e chefe do departamento de esportes do Vaticano do Ministério de Cultura. Ele disse que esse não é um objetivo a curto ou médio prazo, e que, por enquanto, o Vaticano está procurando participar de competições que tivessem valor cultural ou simbólico. “Podemos até medalhar”, acrescentou.

O presidente do CONI, Giovanni Malago, deu as boas-vindas à equipe do Vaticano, apesar de reconhecer que um dia poderá privar a Itália de uma medalha olímpica. Ele brincou com as autoridades do Vaticano: “Só não fiquem muito grande”.

Nos últimos anos, o Vaticano colocou em campo equipes de futebol não oficiais e uma equipe de críquete que ajudou a forjar relações com a Igreja Anglicana através de excursões anuais na Grã-Bretanha. A equipe de atletismo é a primeira a ter status legal e a ser capaz de competir em eventos nacional e internacionalmente e aproveitar os recursos científicos, médicos e de treinamento da Itália.

Recentes