Ultimate magazine theme for WordPress.

Rusada notifica Wada e órgão mundial diz que decisão é irrevogável

A Rússia foi excluída de competições esportivas por quatro anos após constatação de fraude em dados de atletas

Montreal, Canadá – A Agência Mundial Antidoping (Wada, em inglês) confirmou que recebeu uma notificação oficial da Agência Antidoping da Rússia (Rusada) contestando a decisão de suspender o país de Mundiais e Olimpíadas por quatro anos.

Na última terça-feira (24), a Rusada anunciou que entraria com recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS) contra a suspensão imposta pela Wada no caso de manipulação de dados do laboratório de Moscou.

Apesar da contestação, o órgão mundial disse que “continua convencido de que tomou a decisão correta no último dia 9”. E acrescentou que “vai defender esta decisão com o máximo vigor na CAS”, segundo comunicado assinado pelo presidente da Wada, Craig Reedie.

A Wada concluiu, após seis meses de investigação, que a Rússia manipulou dados de seu laboratório para proteger atletas locais. Como punição, o país está proibida de participar de qualquer competição esportiva internacional pelos próximos quatro anos. Isso inclui as Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio 2020.

Atletas limpos estarão autorizados a competir sob a bandeira do Comitê Olímpico Internacional (COI). Sobre esta questão, o Ministro dos Esportes da Rússia, Pavel Kolobkov, afirmou que “viola o direito fundamental dos atletas”.

“É por isso que acredito que esta abordagem está totalmente errada e deve ser revisada. Ela não deve ser aplicada de forma alguma, pois viola a Carta Olímpica e as regras das federações esportivas internacionais”, explicou o ministro.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais