Federação Japonesa de Atletismo manifesta insatisfação com mudança do COI

Federação Japonesa de Atletismo manifesta insatisfação com mudança do COI

Tóquio, Japão – A Federação Japonesa de Atletismo (Jaaf, em inglês) manisfetou sua insatisfação com a transferência das provas de maratona e marcha atlética para Sapporo, a 800 km de Tóquio. Nesta terça-feira (5), a entidade disse que a ação “prejudica os atletas cuja preparação já estava em endamento”.

“É uma decisão equivocada. Fazer uma coisa dessas, a essa altura, é lamentável”, disse o diretor de desenvolvimento da Jaaf, Kazunori Asaba. “Isso não está de acordo com o mandamento do COI de ‘atletas em primeiro lugar'”.

No mês passado, o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu transferir as provas de rua do atletismo de Tóquio, sede das Olimpíadas de 2020, para Hokkaido, ilha mais ao norte do Japão. O motivo é evitar que os atletas sejam submetidos às altas temperaturas previstas para o período de realização do evento.

A mudança foi motivada depois das cenas desastrosas vistas no Mundial de atletismo no mês passado, em Doha. Muitos corredores passaram mal com o calor e a umidade da capital catari.

Toshihiko Seko, ex-maratonista japonês que disputou as Olimpíadas de Los Angeles 1984 e Seul 1988 e que atua como líder de desenvolvimento de maratonas da JAAF, pediu que o novo cronograma e percursso sejam estabelecidos o mais rápido possível.

“A maratona masculina deve ser realizada (como sempre) no último dia dos Jogos e a entrega de medalhas deve ser feita como parte da cerimônia de encerramento”, disse ele.

As finais da marcha atlética estavam agendadas para os dias 31 de julho (20 km masculino), 7 (20 km feminino) e 8 de agosto (50 km masculino), enquanto que as provas da maratona seriam realizadas em 2 (feminina) e 9 de agosto (masculina).

Com a mudança, as datas e os locais ainda não estão definidos.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima