Atletismo: paranaense Renan Gallina vence Sul-Americano e bate record de Paulo André; veja

Data:

Um novo nome do atletismo brasileiro ganhou destaque nesta semana. O paranaense Renan Gallina, de apenas 19 anos, conquistou o ouro no Campeonato Sul-Americano sub-20, em Bogotá, na Colômbia.

Além da medalha de ouro nos 100m rasos, a atleta marcou um tempo expressivo e bateu o recorde nacional da categoria, que era do velocista Paulo André.

- Advertisement -

Em Bogotá, o Renan terminou a prova em 10s01, 17 centésimos abaixo do que o de Paulo André, que era de 10s18. O velocista, hoje com 24 anos, tem a melhor marca brasileira no adulto, com 10s02.

Em 2019 ele até fez 9s90, mas o tempo não foi considerado porque o vento estava a 2 metros por segundo. No Sul-Americano, o paranaense correu com o vento de 1,9m/s.

“Venho aqui contar a minha alegria pelo fato de eu ter corrido 10s01. Foi uma corrida que eu estava sentindo um pouquinho de frio, mas foi uma corrida muito tranquila. Estou muito satisfeito pelo resultado, pela marca. Muito contente. Agradeço muito a torcida de todos e vamos em busca de mais medalhas e mais méritos para o Brssil”, declarou o paranaense depois da prova.

Além de bater o recorde da categoria, o paranaense também garantiu a segunda melhor marca da história do Brasil entre todas as idades. O atleta está atrás apenas de Robson Caetano, que fez 10 segundos cravados em 1988.

No ranking mundial sub-20, o brasileiro está com o quinto melhor tempo da história. Com a marca, Renan não se classificou para a prova dos 100m do Campeonato Mundial de Atletismo de Budapeste, na Hungria, por um centésimo. Mas, o jovem está garantido para a disputa dos 200m, com os 20s12 que obteve no ano passado.

- Advertisement -
Aila Beatriz Inete
Aila Beatriz Inete
Aila Beatriz Inete é formada em jornalismo pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É apaixonada por exportes e tem experiência na cobertura de eventos esportivos no Pará.

Compartilhe

Recentes

Leia também
Relacionados

Paulo André volta às pista e faz o segundo melhor tempo do ranking brasileiro

O velocista e ex-BBB Paulo André Camilo voltou as...

Usain Bolt é vítima de fraude na Jamaica e perde milhões: ‘Onde está a verdade?’

O jamaicano, lenda do atletismo mundial, Usain Bolt foi...

Ex-cartola do atletismo, Lamine Diack morre aos 88 anos

A notícia foi revelada pela imprensa local e depois confirmada pela família de Lamine Diack. A causa da morte não foi revelada.

Alison dos Santos faz tempo da vida, é bronze e derruba tabu de 33 anos

Desde Seul 1988, com Joaquim Cruz e Robson Caetano, o atletismo brasileiro não conquistava uma medalha em provas individuais de pistas