Ultimate magazine theme for WordPress.

Rússia responde à Wada sobre manipulação de dados

Na última terça-feira (8), o Ministério dos Esportes da Rússia enviou uma carta à Agência Mundial Antidoping, Wada, com as explicações sobre as “inconsistências” encontradas nos dados da Rusada, a Agência Antidoping da Rússia. A informação foi dada pelo ministro da pasta, Pavel Kolobkov.

“Em 8 de outubro, enviamos uma carta à Wada em resposta às perguntas feitas pela entidade sobre os dados coletados do laboratório de Moscou, sede da Rusada”, disse o ministro dos esportes do país. “A carta foi prepara por especialistas de tecnologia da informação”, continuou.

O órgão internacional de combate ao doping havia dado três semanas para a Rússia fornecer explicações sobre “inconsistências” encontradas nas amostras retiradas do laboratório em janeiro.

“Estamos confiantes de que cumprimos todas as exigências. Estamos prontos para continuar cooperando para resolver esta questão e fazer todo o possível para que não restem desconfianças sobre a Rússia”, acrescentou Kolobkov.

Presidente da Rusada espera sanções à Rússia

Yuri Ganus, presidente da agência antidoping do país, disse “esperar sanções significativas” para todo o esporte russo, face à alegação de manipulação dos dados obtidos pela Wada.

“O que a Wada vai fazer? Será rigorosa. É uma questão de reincidência e com os mesmos métodos de sempre”, disse à Associated Press.

Caso seja considerada culpada, a Rússia pode ficar de fora da Olimpíada de Tóquio, entre julho e agosto do ano que vem.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais