Tóquio 2020 manifesta insatisfação com anúncio do COI

Tóquio 2020 manifesta insatisfação com decisão do COI

A governadora de Tóquio, Yuriko Koike, expressou surpresa com o anúncio do Comitê Olímpico Internacional (COI) de que as provas da marona e marcha atlética das próximas Olimpíadas podem ser transferidas para Sapporo, a 800km da capital japonesa.

Koike afirmou que o “abrupto” anúncio levanta uma série de questões. De acordo com ela, a capital japonesa adotou diversas medidas para lidar com o calor do verão. A governadora acrescentou que vai exigir que o COI dê uma explicação completa para todas as pessoas envolvidas.

O COI emitiu ontem (16) um comunicando informando sobre a possibilidade de realocar as corridas para Hokkaido, a província mais ao norte do Japão. A decisão, no entanto, ainda seria discutida com “todas as partes envolvidas”, especialmente a cidade de Tóquio, a Federação de Atletismo e os detentores dos direitos de transmissão.

O presidente da entidade, Thomas Bach, citou o bem-estar dos atletas como a razão por trás da mudança, mas a reação surpresa de Koike sugeriu uma desconexão entre o COI e a cidade-sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2020.

“O COI anunciou abruptamente uma proposta para revisar os planos da maratona e da marcha”, disse Koike à agência japonesa Kyodo News. “Claro que o bem-estar dos atletas é extremamente importante e, por isso, o governo metropolitano de Tóquio, em parceria com o Comitê Organizador de Tóquio 2020, adotou uma variedade de abordagens para formular etapas e implementar medidas para combater o calor.”

“O percurso da maratona e da marcha atlética, bem como o horário das provas, foram determinados pela cidade anfitriã, Tóquio, e pelo Comitê Organizador de Tóquio 2020, em consulta com o COI, as Federações Internacionais e grupos relacionados. Portanto, estamos muito surpresos ao saber dessa mudança repentina”, acrescentou.

As preocupações com o calor em Tóquio aumentaram depois que mais de 50 pessoas morreram na cidade em julho, após temperaturas de 40 graus.

A decisão de mudar a maratona para Sapporo segue apenas algumas semanas depois que 28 mulheres se retiraram da maratona do Mundial de Atletismo, em Doha, devido ao calor extremo.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima