Artigo atual
Maria Clara Coutinho é pega no doping e deixa o Mundial de Gwangju

Maria Clara Coutinho é pega no doping e deixa o Mundial de Gwangju

Maria Clara Coutinho é pega no doping e deixa o Mundial de Gwangju

Atleta do nado artístico já havia disputado uma prova na Coreia do Sul e deveria participar de outras quatro competições

A brasileira Maria Clara Lobo Coutinho, do nado artístico, está fora do Campeonato Mundial de Desportos Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul. Ela testou positivo em um exame antidopagem para a substância furosemida, um diurético, e, depois de informada do resultado, já retornou ao Brasil.

Maria Clara, que disputou as Olimpíadas do Rio 2016 e que em 2018 foi eleita o destaque da modalidade pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), já havia disputado uma competição no Mundial de Gwanju na tarde da última sexta-feira (12.07), no horário local, quando, ao lado da parceira Luisa Borges, ficou na 17ª posição.

A atleta, de 20 anos, deveria disputar outras quatro provas na Coreia – dueto livre, equipe técnica, equipe livre e combo – mas desfalcará o time nacional. Ela, inclusive, já retornou ao Brasil. Por conta do resultado analítico adverso, o Brasil não disputou a prova do dueto livre na tarde de terça-feira (16.07), em Gwangju.

“Continuamos seguindo na competição”, explicou a técnica Roberta Perillier. “Temos duas reservas que fizeram uma ótima apresentação hoje”, continuou a treinadora, referindo-se às atletas Anna Giulia Veloso e Julia Catarino.

Nesta quarta-feira (17.07), o Brasil disputou a prova de equipe livre e terminou na 16ª posição, entre 27 equipes, não se classificando para a final. O time do Brasil foi composto por Anna Giulia Veloso, Giovana Stephan, Laura Miccuci, Lorena Molinos, Luisa  Borges, Maria Bruno, Gabriela Regly e Maria Eduarda Miccuci.

Comentários (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

© 2018-2020 Agência Olímpica.