Nado artístico repete resultados de Guadalajara e Toronto e fica em 4º em Lima

Nado artístico repete resultados de Guadajara e Toronto e fica em 4º em Lima

Pelo terceiro Pan consecutivo, o nado artístico brasileiro é o quarto das Américas. Assim como aconteceu em Guadalajara 2011 e Toronto 2015, o Time Brasil de nado artístico ficou a uma posição do pódio nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

“É claro que a gente queria estar no pódio, trabalhamos muito para isso. Sabíamos que poderia não acontecer, então temos que continuar trabalhando duro para no próximo Pan-americano voltar com a medalha pro Brasil”, avaliou Maria Bruno.

Na rotina livre, o Brasil realizou uma apreentação em homenagem à cultura dos anfitriões peruanos e recebeu 80.9 pontos, que se somaram aos 80.932 da rotina técnica obtidos no dia anterior. Com a soma, o Brasil terminou com 161.292 pontos. O ouro ficou com o Canadá (179.673), a prata com o México (175.124) e o bronze foi para os Estados Unidos (170.8111).

A competição de nado artístico era uma das que daríam vagas na Olimpíada de Tóquio através do Pan de Lima. O campeão Canadá já está garantido na disputa do próximo ano na capital japonesa. Dessa forma, o Brasil concentrará seus esforços no pré-olímpico, previsto para abril de 2020, em busca de uma vaga nos Jogos do próximo ano.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima