Brasileiros ficam fora da zona de classificação olímpica na maratona

Os brasileiros Allan do Carmo e Victor Colonese não conseguiram terminar a prova dos 10 km em águas abertas entre os dez

Agora, os nadadores Allan do Carmo e Victor Colonese brigarão por apenas uma vaga na seletiva olímpica do próximo ano

Na manhã desta terça-feira, 16, horário local da Coreia do Sul, onde acontece a 18º edição do Mundial de Esportes Aquáticos, os brasileiros Allan do Carmo e Victor Colonese não conseguiram terminar entre os 10 melhores na prova dos 10 km em águas abertas e, assim, não avançam diretamente aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Agora, para ter direito a participar da competição na capital japonesa ano que vem, os brasileiros devem disputar a seletiva olímpica da modalidade, uma espécie de repescagem, na qual os nove primeiros colocados, mais cinco nadadores (sendo um de cada continente) garantem vaga. Ao menos um dos nadadores de cada gênero precisa ser do Japão, país sede em 2020.

A única fora de um país ser representado por dois atletas na Olimpíada é terminar entre os 10 primeiros no Mundial de Gwangju. Como não conseguiu, o Brasil disputará apenas uma vaga.

Final

Na final de hoje, Allan do Carmo cruzou a linha de chegada na 34º posição, enquanto Victor Colenese fechou a sua participação no Mundial de Gwangju na 35º posição. Florian Wellbrock, da Alemanha, foi o grande vencedor da prova, com  1h47min57s. Marc-Antoine Oliver, da França, ficou com a prata e o também alemão Rob Muffels com o bronze.

Os outros seis classificados para as Olimpíadas de 2020 são:

  • Kristof Rasovsky (HUN)
  • Gregorio Paltrinieri (ITA)
  • Jordan Wilimovsky (EUA)
  • Alberto Martinez (ESP)
  • Ferry Weertman (NED)
  • Mario Sanzullo (ITA)
  • David Aubry (FRA)

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima