Fora do nacional, Kosuke Hagino põe em xeque sua participação na Olimpíada de Tóquio

Data:

Kosuke Hagino conquistou a única medalha japonesa de ouro masculina na natação da Olimpíada de 2016

O nadador Kosuke Hagino, atual campeão olímpico dos 400 metros medley, desistiu de participar do campeonato nacional japonês no mês que vem, alegando falta de motivação e problemas com o peso.

O jovem de 24 anos é uma das esperanças do Japão nas Olimpíadas do ano que vem, ao lado da garota propaganda de Tóquio 2020 Rikako Ikee, que foi diagnosticada com leucemia mês passado.

- Advertisement -

“Não consegui os resultados esperados desde a temporada de 2017”, disse Hagino em um comunicado. “À medida que a distância entre meus objetivos e a minha realidade se ampliou, ficou mais difícil para mim manter minha motivação”.

O ex-campeão asiático tem lutado com a forma desde que conquistou o ouro nos 400 metros medley nas Olimpíadas do Rio de 2016.

O treinador da seleção japonesa, Norimasa Hirai, admitiu que Hagino não está em condições de competir no campeonato nacional.

“Em sua condição atual, seria muito difícil”, disse Hirai à imprensa japonesa. “Ele não está de bom humor. Ele precisa descansar e a decisão de retornar deve partir dele”.

Kosuke Hagino alcançou a fama ao conquistar quatro medalhas de ouro nos Jogos Asiáticos de 2014, incluindo uma impressionante vitória sobre o gigante chinês Sun Yang nos 200 metros livres.

Na última Olimpíada, ele conquistou o ouro nos 400 metros medley e uma prata nos 200 metros medley, atrás apenas do imbatível Michael Phelps.

Mas Hagino não conquistou nenhum resultado satisfatório desde então. Sua alarmante queda coincidiu com o surgimento do americano Chase Kalisz como o principal nadador medley do mundo e o favorito para o ouro nas Olimpíadas de Tóquio.

“A bola está em quadra”, disse Hirai sobre o retorno de Hagino. “Nada está decidido – é um papel em branco, só ele sabe”, acrescentou o treinador, depois que a participação de Hagino no campeonato mundial deste verão, em Gwangju, Coreia do Sul, está rodeada de dúvidas.

“Obviamente, não é nada favorável a ausência dele no nacional. É uma situação crítica, mas ele tem que permanecer positivo”.

Hagino, que também optou por perder um camping do Japão na Espanha mês passado, acrescentou: “Ainda não estou mentalmente pronto para competir com força total. Eu humildemente peço desculpas aos fãs de natação e estou preparado para aceitar qualquer crítica que surja em meu caminho. ”

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes