Em meio a escândalo, Rússia quer sediar Olimpíada em 2024

Até o momento, 4 países manifestaram interesse em sediar os Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno de 2024

Um porta-voz do Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou que Rússia, Bulgária, Romênia e Espanha estão interessadas em organizar o evento dentro de cinco anos. A China também iniciou discussões com o comitê de Lausanne 2020 em relação a uma possível candidatura, mas o país ainda não indicou formalmente que deseja entrar na corrida.

As cidades exatas não foram reveladas. O processo para selecionar o anfitrião dos Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno de 2024 deve começar este ano.

A revelação sobre a potencial candidatura da Rússia provavelmente gerará protestos de atletas e autoridades que acreditam que o país não deveria ter o direito de sediar grandes competições depois que os escândalos de doping envolvendo a RUSADA (agência antidoping da Rússia) vieram à tona. O órgão, com o aval de membros do governo russo, manipulavam resultados de testagens antidoping de atletas para grandes eventos, como os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, em Sochi.

O presidente do COI, Thomas Bach, sinalizou que a Rússia não será banida de Tóquio 2020, mesmo se a suspensão for restabelecida à RUSADA, já que o país “cumpriu sua sanção”. Mas a Rússia pode ser impedida de sediar e concorrer a grandes eventos se o Comitê Executivo da WADA votar a declarar a RUSADA inadimplente sob padrões mais rígidos que entraram em vigor no início deste ano.

O COI certamente enfrentaria críticas se a organização permitisse que a Rússia apresentasse uma licitação para os Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno de 2024, devido ao escândalo de doping e à subsequente recusa do país em cumprir as exigências estabelecidas pela WADA e aceitar transgressões.

Grandes Eventos

A Rússia é um país com vasta experiência em grandes eventos esportivos. Em 2014, Sochi foi palco dos Jogos Olímpicos de Inverno mais caros da história. Em 2018, o país sediou a Copa do Mundo FIFA. O sucesso da Copa levou os organizadores a considerarem a possibilidade de candidatar Moscou como cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2032.

Recentes