F1: Quem vai parar ele? Verstappen vence o GP da Itália e ultrapassa recorde de Vettel

Data:

Após a classificação dar um fio de esperança para os torcedores da Ferrari, com Carlos Sainz na pole no GP da Itália de Fórmula 1, em Monza, Max Verstappen mostrou que a combinação entre ele e a Red Bull está em outro nível.

O bicampeão venceu o Grande Prêmio da Itália sem muita dificuldade e conquistou a 10º vitória seguida. Com isso, o holandês se isola como o piloto com mais triunfos consecutivos. O recorde era de Sebastian Vettel, que tinha nove.

- Advertisement -

Sergio Pérez fez uma boa corrida e terminou em segundo lugar. Carlos Sainz completou o pódio, em terceiro.

Com o resultado, Max Verstappen segue sendo líder do campeonato de forma inabalável e cada vez mais próximo do terceiro título da carreira. O holandês soma a 12º vitória no ano. Já a RBR não sabe o que é perder há 24 corridas.

A última derrota da equipe austríaca foi em 2022, no GP de São Paulo quando a Mercedes fez a dobradinha com George Russell em primeiro e Lewis Hamilton em segundo.

A Ferrari conseguiu pontos importantes com os resultados de Monza. Agora, a equipe italiana é a terceira colocada no campeonato de construtores.

Como foi a corrida

A prova começou com problemas já na volta de abertura. O carro de Yuki Tsunoda apresentou problemas no motor e o piloto abandou a corrida antes mesmo dela começar. A largada teve de ser atrasada para retirar o modelo da AlphaTauri da pista.

Sainz piloto do dia 

Carlos Sainz foi o grande destaque da prova. O piloto espanhol fez uma excelente largada e manteve a liderança por 15 voltas – o máximo que um piloto fora da RBR já conseguiu nesta temporada.

O espanhol segurou Max até o limite, fazendo várias manobras de defesas. Mas, uma travada de Sainz na entrada da primeira curva, acabou facilitando o trabalho de Verstappen que cercou Carlos e botou de lado para ultrapassar o piloto da Ferrari.

Sainz ainda ficou lado a lado com Max, mas a RBR foi superior e ele perdeu a posição. Com o melhor carro do grid, Verstappen passou e foi embora, abrindo mais de 1 segundo de vantagem em apenas uma volta.

Após isso, Sainz parou e trocou os pneus, voltando embolado com Charles Leclerc e Sergio Pérez. No final da prova, Carlos ainda brigou para segurar o mexicano, mas perdeu a segunda posição.

No entanto, a grande batalha do espanhol foi contra o próprio companheiro de equipe Charles Leclerc. Os dois chegaram a trocar de posições, mas Carlos foi superior e se manteve em terceiro, conquistando o primeiro pódio dele na temporada.

Max inabalável 

Após levar um pequeno cansaço de Carlos Sainz, assim que assumiu a liderança, Max começou a voar e aumentar a vantagem para os adversários. Na volta 21, o holandês foi para os boxes e trocou os pneus médios pelos duros.

Na pista, Verstappen voltou na quinta colocação, no entanto, logo recuperou as posições com as paradas e na volta 25, ultrapassou Lewis Hamilton que nem tentou defender a liderança.

Punição para as Mercedes 

George Russell fez uma boa largada e manteve a quarta posição. O piloto inglês tinha logo atrás dele Pérez. Os dois disputaram a posição e chegaram a sair da pista. Apenas na 15º volta, o mexicano conseguiu supera-lo.

George ainda foi punido por empurrar Esteban Ocon, da Alpine, para fora da pista na saída do pit lane na volta 20. Apesar dos 5 segundo, Russell conseguiu manter a quinta colocação.

Lewis Hamilton terminou a prova logo atrás do companheiro de equipe. Contudo, teve mais trabalho para conquistar a posição. O inglês não largou bem e perdeu uma posição, ficando em nono.

No segundo stint, de médios – enquanto todos estava de duros -, Hamilton começou a ser mais rápidos que os pilotos que estavam a sua frente. O heptacampeão ultrapassou Fernando Alonso, da Aston Martin, e chegou em Oscar Piastri.

Os dois duelaram pela posição e Hamilton acabou não dando espaço para o jovem piloto da McLaren. Eles se tocaram e a asa dianteira de Piastri foi danificada. O australiano precisou ir ao box e caiu para a 12º posição.

Hamilton foi punido e acelerou para recuperar o tempo. O inglês passou Lando Norris, Alexander Albon – que fez mais uma corrida excelente – e abriu os 5 segundo que precisava para continuar com a sexta posição.

No final, Lewis reconheceu que não deu espaço e se desculpou com Piastri, que também foi punido por um incidente com Liam Lawson.

Resultado da corrida 

Agenda

Após uma semana de pausa, a próxima etapa do campeonato da Fórmula 1 é o GP de Singapura, entre os dias 15 e 17 de setembro.

- Advertisement -
Aila Beatriz Inete
Aila Beatriz Inete
Aila Beatriz Inete é formada em jornalismo pela Universidade Federal do Pará (UFPA). É apaixonada por exportes e tem experiência na cobertura de eventos esportivos no Pará.

Compartilhe

Recentes