COB vistoria bases olímpicas em Tóquio

COB vistoria bases olímpicas em Tóquio

A menos de um ano para o início das Olimpíadas, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) trabalha para que tudo dê certo para o Time Brasil antes e durante o torneio. Por isso, a partir de segunda-feira (23), 11 profissionais da entidade farão uma série de visitas nas oito bases projetadas para o evento com a finalidade de solucionar potenciais problemas.

O grupo passará por Saitama, Sagamihara, Enoshima, Ota, Hamamatsu, Chiba, Koto e Chuo durante nove dias.

“Estamos num momento em que já definimos todas as bases, fizemos diversos testes operacionais e agora precisamos detalhar as ações”, explica Sebastian Pereira, gerente de alto rendimento do COB. “A ideia é que cada área pegue as últimas informações localmente, junte todos os feedbacks e consolide um planejamento detalhado de operação e infraestrutura”, completou.

Entre os membros da comitiva, está a arquiteta Daniela Polzin, ex-judoca olímpica, da gerência de infraestrutura, contratada para otimizar os espaços que serão utilizados pela delegação brasileira.

Desde o ano passado, o atletas brasileiros têm treinando com frequência no país. Em 2018, seis diferentes modalidades testaram as bases no país. Em 2019, serão nove modalidades, incluindo o vôlei este mês e o handebol em novembro.

O fuso horário é um dos principais fatores que está sendo levado em conta no planejamento do COB. O clima quente de Tóquio nesta época do ano é outro ponto de atenção que já está sendo trabalhada. Esta será a maior operação da história olímpica brasileira.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima