Ultimate magazine theme for WordPress.

Após vitória na Liga Diamante, Darlan Romani “está mais firme”

Darlan quebrou a barreira dos 22 metros, com novo recorde sul-americano do arremesso do peso (22,61 m) 

Menos de 24 horas depois de ter batido três vezes o recorde sul-americano do arremesso do peso, vencido pela primeira vez uma etapa de Liga Mundial de Atletismo e de ter entrado de vez no grupo dos maiores atletas da especialidade, o brasileiro Darlan Romani ainda não tem noção da façanha que alcançou na Califória, Estados Unidos.

Darlan entrou para o seleto grupo de atletas do mundo que lançam acima de 22 metros no arremesso do peso. “Foi mais uma etapa avançada. Obrigado ao técnico Justo Navarro e a todos que torcem por mim. Foi um dia histórico e eu não tenho palavras”, escreveu em seu Instagram.

O atleta do Pinheiro venceu a sétima etapa da Liga Diamante 2019, a Prefontaine Classic, com a marca de 22,61 m, neste domingo (30/6). Ele fez quatro lançamentos acima dos 22 metros e melhorou o seu próprio recorde continental em 61 centímetros (era 22,00 m desde 15/9/2018).

“Mais um degrau alcançado e agora seguimos mais firme ainda. Vamos em frente para mais batalhas”, disse Darlan, que viaja nesta segunda-feira (1/7) de volta para León, na Espanha, onde participa de um Camping Internacional de Treinamentos e Competições de Arremesso e Lançamento até o dia 3 de agosto. No domingo (7/7), tem mais uma competição na Polônia.

Da Espanha, o brasileiro segue direto para Lima, no Peru, onde participa dos Jogos Pan-Americanos, de 26 de julho a 11 de agosto – o atletismo em pista será na segunda semana do calendário de competições. Depois tem o Mundial de Doha, no Catar, de 27 de setembro a 6 de outubro, e o Mundial Militar de Wuhan, na China, em outubro.

A atuação espetacular de Darlan, que venceu o campeão olímpico norte-americano Ryan Crouser, segundo colocado, com 22,17 m, e o campeão mundial neozelandês Tom Walsh, terceiro, com 21,76 m, mereceu repercussão internacional.

Afinal, a marca de 22,61 m é a décima melhor da história no Ranking de todos os tempos e a segunda melhor de 2019 (a primeira é justamente de 22,74 m de Ryan Crouser).

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais