Revezamento 4x100m brasileiro recebe medalha de bronze das Olimpíadas de Pequim 2008

Lausanne, Suíça – Onze anos depois, os atletas do revezamento masculino 4x100m rasos das Olimpíadas de Pequim receberam a medalha de bronze. Nesta quinta-feira (31), em cerimônia realizada no Museu Olímpico, em Lausanne, Bruno Lins, José Carlos Moreira, Sandro Viana e Vicente Lenílson, enfim, subiram ao pódio.

O time brasileiro, originalmente quarto colocado na prova, herdou o bronze após a desclassificação do quarteto jamaicano, medalha de ouro. O revezamento de Trinidad e Tobago foi então promovido ao ouro e o Japão à prata.

Este momento é esperado pelos brasileiros desde o final do ano passado, quando o COI (Comitê Olímpico Internacional) confirmou que o jamaicano Nesta Carter correu dopado na final de 22 de agosto de 2008.

“A ficha não tinha caído ainda. Depois que colocaram a medalha, eu a olhei, passou um filme na minha cabeça e as lágrimas vieram. Foi um choro de felicidade, de ser reconhecido como um medalhista olímpico”, disse o alagoano Bruno Lins.

Com a medalha do revezamento 4x100m masculino, o Brasil passa a ter 17 pódios nos Jogos Olímpicos de Pequim. Esta também é a 17ª medalha olímpica do atletismo nacional na história.

Esta é a segunda medalha herdada pelo atletismo brasileiro das Olimpíadas de 2008. No mesmo revezamento 4x100m, as brasileiras Lucimar Moura, Rosangela Santos, Rosemar Coelho Neto e Thaissa Presti também ficaram com o bronze após a desclassificação da Rússia.

Recentes