Brasil larga com vitórias e nove duplas invictas no Circuito Sul-Americano

Data:

O Circuito Sul-Americano conta com cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, com formato diferente, maior pontuação e premiação

O Brasil largou com muitas vitórias na quinta etapa do Circuito Sul-Americano de vôlei de praia 2019, que acontece em Camaçari, na Bahia. Foram 30 jogos nesta sexta-feira (19) pela fase de grupos dos torneios masculino e feminino. Ao final, nove duplas brasileiras permaneceram invictas e avançaram às quartas da competição.

Por conta das condições de iluminação, duas partidas que seriam realizadas nesta sexta-feira foram adiadas para amanhã: Tainá/Victoria x Val/Érica Freitas e Hegê/Talita x Erika/Fillippo. Neste sábado (20), além das partidas finais da fase de grupos, ocorrem jogos também das quartas de final.

- Advertisement -

No naipe masculino, largaram com duas vitórias na liderança de seus respectivos grupos Eduardo Davi/Felipe Cavazin, Jô/Léo Vieira, Matheus Maia/Vinícius Cardoso e Rafael/Renato. Rafael, que ao lado do irmão gêmeo Renato superou os compatriotas Anderson Melo/Jefferson por 2 sets a 0 (27/25, 21/19), e os uruguaios Vieyto/Cairus por 2 sets a 0 (21/19, 21/16), comentou o bom começo.

“Foi muito bom começar com o pé direito, espero que mantenhamos isso no jogo contra a Venezuela, neste sábado. Temos boas expectativas, viemos de uma temporada de evolução no Circuito Brasileiro e queremos, passo a passo, avançar às quartas de final, depois semifinais, e buscar uma medalha ao país”, destacou.

Com uma vitória e uma derrota, além de Ricardo/Vinícius estão Ramon/Luciano, Averaldo/Bruno, Adelmo/Arthur e Anderson Melo/Jefferson. Já Yuri/Maicon e Sturaro/Ícaro perderam duas vezes e já estão eliminados na primeira fase.

No feminino, estão invictas Andressa/Diana, Carol Horta/Ângela e Juliana Simões/Aline, com duas vitórias, e Tainá/Victoria e Val/Érica Freitas, que jogaram apenas uma vez, e venceram.

Rosimeire/Sandressa, Thamela/Ingridh e Rafaela/Jéssica somam uma vitória e uma derrota, com chances de classificação às quartas de final. Hegê e Talita, que só jogaram uma vez, e tiveram derrota, também seguem com chances. Por fim, Pity/Fabrine, que tiveram duas derrotas, não têm mais chances de avançar à próxima fase.

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral. O Brasil lidera o ranking feminino, com 800 pontos, e aparece dividindo a primeira posição com o Chile no masculino, com 700 pontos.

O torneio em Camaçari conta com 16 duplas em cada gênero, divididas em quatro grupos de quatro. Os dois melhores colocados de cada grupo avançam à fase eliminatória de quartas de final. Depois a disputa segue para semifinal, disputa de bronze e final.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes