Ultimate magazine theme for WordPress.

Rusada pode ser suspensa novamente por manipulação de dados

A Agência Antidoping da Rússia, a Rusada, pode ser suspensa novamente com base em informações que indicam que a entidade manipulou dados do laboratório de Moscou antes de entregá-los à Wada, Agência Mundial Antidoping, em janeiro.

A informação foi dada à agência de notícias Associated Press por uma fonte interna que preferiu não ser identificada.

Após várias negociações, que resultaram no acesso às informações do laboratório russo, a Wada decidiu restabelecer a Rusada. Os dados coletados serviriam para confirmar a quantidade de atletas russos que competiram sob efeito de doping em eventos internacionais.

A entrega dos dados estava entre os requisitos impostos pela entidade máxima do combate ao doping para a reintegração da Rússia. O prazo findou em 31 de dezembro do ano passado, mas foi estendido até janeiro.

Porém, oito meses depois, e com as Olimpíadas de Tóquio a menos de um ano, há um relatório indicando que os dados podem ter sido manipulados antes de serem entregues, de acordo com uma fonte interna da Wada.

O comitê de revisão de conformidade da agência mundial deve apresentar as informações ao seu comitê executivo, que se reúne na próxima segunda-feira (23) em Tóquio, Japão.

Espera-se também que a Federação Internacional de Atletismo, a Iaaf, e a organização que lida com seus casos de doping, a Unidade de Integridade de Atletismo (AIU), analisem as informações enquanto estiverem em Doha, no Catar, na próxima semana, para o Campeonato Mundial de atletismo.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais