John Coates diz que não há planos para um novo adiamento da Olimpíada de Tóquio 2020

Sydney, Austrália – O australiano John Coates, chefe da comissão de coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI), disse neste sábado (9) que o planejamento olímpico de Tóquio está ocorrendo sem pensar em mais adiamentos caso os Jogos não sejam viáveis no próximo ano.

Coates, que estava em Sydney para participar da reunião anual do Comitê Olímpico Australiano (COA), disse à imprensa local: “Estamos procedendo com base no fato de que não há plano B para postergar os jogos novamente ou algo assim”.

A afirmação tem tom semelhante ao feito pelos organizadores até fevereiro deste ano, quando estava sendo questionada a realização da Olimpíada em meio a uma crise global de saúde.

Até 24 de março, quando o adiamento foi anunciado, o governo japonês manteve publicamente sua política de que os Jogos ocorreriam como planejado. O COI também aderiu a essa linha até o início de março. Mas, quando as duas maiores federações esportivas dos EUA se opuseram a competir se os Jogos ocorressem em 2020, o COI mudou o discurso.

Agora que a organização avança com os planos para a realização dos Jogos entre julho e agosto de 2021, especialistas em saúde pública já alertaram que os eventos não poderão ser mantidos a menos que uma vacina esteja disponível a tempo. Opinião que Coates rejeitou.

Coates comparou as Olimpíadas de 2020 com as realizadas nas duas últimas guerras mundiais e disse que espera que sejam as melhores de todos os tempos.

“Por causa da já demorada espera pelas Olimpíadas, os Jogos de Tóquio ecoarão suave, mas perceptivelmente, a pura alegria e alívio dos também adiados Jogos da Antuérpia 1920 e Londres 1948”, disse durante a reunião do COA.

“Acredito que as Olimpíadas de Tóquio possam estar entre os melhores Jogos de todos os tempos, se não os melhores”, encerrou.

Os Jogos de Tóquio ocorrerão entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021.

Recentes