Tóquio 2020 conclui coleta de material reciclável para a fabricação de medalhas

Data:

O projeto, que começou em abril de 2017, gerou 32 quilos de ouro, 3.500 quilos de prata e 2.200 quilos de cobre

O metal reciclado necessário para produzir as 5.000 medalhas olímpicas e paraolímpicas do próximo verão foi todo coletado e refinado, segundo informou o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta quarta-feira, 10.

A campanha de coleta dos telefones obsoletos e outros pequenos dispositivos eletrônicos inservíveis decorreu de abril de 2017 até o último mês de março.

- Advertisement -

Os escritórios governamentais receberam mais de 78.985 toneladas de doações. As lojas da operadora de telefonia móvel NTT Docomo Inc. coletaram 6,2 milhões de telefones celulares.

Todo o processo de coleta gerou 32 quilos de ouro, 3.500 quilos de prata e 2.200 quilos de cobre.

Os organizadores informaram, inicialmente, que precisariam de 4.100 kg de prata e 2.700 kg de cobre. A prata era a mais procurada porque as medalhas de ouro serão feitas com este metal, exceto a superfície. As regras do COI permitem que as medalhas de ouro sejam fabricadas assim, desde que seja usado pelo menos seis gramas de ouro puro no processo.

Mais informações sobre o processo de coleta, reciclagem e produção das medalhas está disponível no site do CE Tóquio 2020.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes