COI escolhe Milão-Cortina d’Ampezzo para sediar as Olimpíadas de 2026

COI escolhe Milão-Cortina d'Ampezzo para sediar as Olimpíadas de 2026

Após 20 anos, os Jogos Olímpicos de Inverno retornarão à Europa; A última edição aconteceu em 2006, em Turim, também na Itália

A candidatura italiana de Milão-Cortina d’Ampezzo foi escolhida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), nesta segunda-feira, 24, para organizar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026. A Itália derrotou a Suécia, que competia com Estocolmo-Are, por 47 a 34.

Apenas estas duas propostas prosseguiram até o fim, depois que cinco candidatas abandonaram a corrida ano passado: Calgary, no Canadá; Erzurum, Turquia; Sapporo, Japão; Graz, Áustria e Sion, Suíça.

Depois das Olimpíadas de Vancouver, no Canadá, em 2010, de Sóchi, na Rússia, em 2014, de PyeongChang, na Coreia do Sul, em 2018, e em Pequim, na China, em 2022, a competição retorna à Europa, depois de 20 anos, quando Turim, também na Itália, realizou o evento.

Esta será a quarta vez que a Itália receberá uma Olimpíada. A primeira foi em 1956, quando Cortina d’Ampezzo recebeu os sétimos Jogos Olímpicos de Inverno. Depois, Roma, em 1960, organizou a edição de número 17 de uma Olimpíada de Verão e, em 2006, Turim hospedou a última edição da competição em solo europeu.

Para mais informações, acesse o site oficial de Milão-Cortina 2026.

Comentários (3)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima