notícia e opinião sobre esporte

Presidente do COI, Thomas Bach diz que esporte e política não devem se misturar

Dirigente disse em vídeo publicado na última quarta-feira (1º) que "o COI se opõe firmemente à crescente politização do esporte"

Lausanne, Suíça – Os Jogos Olímpicos são uma plataforma global para atletas e nunca deve ser usado para promover interesses políticos, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, em mensagem de começo de ano publicada na última quarta-feira (1º).

“Só podemos cumprir nossa missão de unir o mundo se os Jogos Olímpicos estiverem acima e além de toda e qualquer diferença política”, afirmou. “Só podemos alcançar essa solidariedade global e verdadeira universalidade se o COI e os Jogos Olímpicos forem politicamente neutros”.

“Os Jogos Olímpicos são uma plataforma global para atletas e seus desempenhos esportivos. Eles não são, e nunca devem ser, uma plataforma para fins políticos ou outros fins divisivos. Nós nos opomos firmemente à crescente politização do esporte, porque somente dessa maneira podemos cumprir nossa missão de unir o mundo em uma competição pacífica. Essa politização do esporte não leva a resultados e, no final, apenas a profundas divisões existentes “, enfatizou.

Resumindo os resultados de 2019, Bach disse que o COI empreendeu grandes esforços para fortalecer a credibilidade dos Jogos Olímpicos. Segundo o presidente, a organização planeja elaborar um plano de ação para “fortalecer a proteção dos atletas limpos” e investir dez milhões de dólares nesta ação. “Esse compromisso representa um grande passo na luta contra o doping, em conjunto com a Agência Mundial Antidopagem (Wada)”, afirmou.

Ele lembrou que os próximos Jogos Olímpicos de Verão serão realizados em Tóquio, de 24 de julho a 9 de agosto, e os Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno em Lausanne, na Suíça, de 9 a 22 de janeiro.

“Começamos este ano importante com os Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno em Lausanne 2020, em um momento especial para todos os jovens atletas e para todos na capital olímpica. Pela primeira vez, este festival único de cultura, juventude e inverno  chegará à nossa casa, a Capital Olímpica de Lausanne”, observou ele.

“Quando os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 começarem, os olhos do mundo estarão voltados para o Japão. Mais da metade da população mundial acompanhará esses Jogos Olímpicos, demonstrando sua verdadeira universalidade”, disse ele. “Nunca vi um anfitrião olímpico preparado para Tóquio nesta fase antes dos Jogos. Todos os elementos para o sucesso dos Jogos Olímpicos já estão em vigor”.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais