Enriqueta Basilio, primeira mulher a acender a pira olímpica, morre aos 71 anos

Enriqueta Basilio, primeira mulher a acender a pira olímpica, morre aos 71 anos

Morreu, nesta sexta-feira (26), aos 71 anos, a mexicana Enriqueta Basilio, primeira mulher a acender a pira olímpica em uma cerimônia de abertura de Jogos Olímpicos, informou o Comitê Olímpico Mexicano (COM).

Em comunicado publicado em seu site oficial, o COM lamentou a morte da ex-atleta e disse que ela “é o emblema do olimpismo mundial e uma mulher importante na história dos Jogos Olímpicos”.

Enriqueta nasceu em 15 de julho de 1948, em Mexicali, Baixa Califórnia, ao norte do México, e foi uma atleta de pista especializada na corrida de 80 metros com barreiras (prova que não faz mais parte do programa olímpico).

Enriqueta Basilio ganhou projeção mundial em 12 de outubro de 1968, aos 20 anos de idade. Naquela ocasião, ela acendeu a pira do Estádio Olímpico Universitário da Cidade do México, na abertura dos Jogos da XIX Olimpíada da era moderna.

Cinquenta e um anos após o feito, apenas outra mulher acendeu a pira olímpica: a ex-velocista australiana Cathy Freeman, em Sydney 2000.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima