‘O pior vírus que já sofri’, diz campeão olímpico Cameron van der Burgh sobre coronavírus

Pretória, África do Sul – Campeão olímpico dos 100 metros peito em Londres 2012, o ex-nadador sul-africano Cameron van der Burgh anunciou neste domingo (22) que está com coronavírus (Covid-19).

O ex-atleta, que se aposentou em dezembro de 2018, usou o Twitter para detalhar sua luta contra a doença, que já dura duas semanas.

“Estou lutando contra o Covid-19 há 14 dias”. Apesar de ser um indivíduo saudável, com pulmões fortes (não fumo/pratico exercícios) e uma vida saudável, este é o pior vírus que já sofri”, começa escrevendo.

“Embora os sintomas mais graves (febre extrema) tenham diminuído, ainda estou lutando com uma fadiga grave e uma tosse que não consigo me livrar. Qualquer atividade física, como caminhar, me deixa exausto”, completa.

Cameron van der Burgh, que também conquistou a medalha de prata nos 100 m peito na Rio 2016, disse que os atletas que continuam treinando para a Olimpíada de Tóquio estão se expondo “a riscos desnecessários” e alertou: “saúde em primeiro lugar. Covid-19 não é brincadeira”.

O relato de Cameron, um importante nadador olímpico, recordista e 10 vezes medalhista mundial, surge em meio à solicitação de dezenas de atletas, confederações esportivas e comitês olímpicos nacionais para que a Olimpíada deste verão seja adiada.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) insiste que a competição seja realizada no período previsto: de 24 de julho a 9 de agosto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados