Igualdade de gênero nas Paralimpíadas de Inverno de 2022

Paralimpíadas de Inverno 2018: medalhistas do biathlon

Pequim 2022 poderá ser a primeira paralimpíada de inverno com  igualdade de gênero no número de medalhas, informou o Comitê Paralímpico Internacional (IPC)

O Conselho Diretor do IPC aprovou, durante reunião em Londres, Grã-Bretanha, o programa de medalhas e a cota dos atletas para as próximas paralimpíadas de inverno, confirmando que “(Pequim 2022) deverá ser o maior evento paralímpico de inverno até o momento”.

Estas Olimpíadas contarão com 748 paratletas e até 82 eventos com disputa de medalhas – dois a mais que nos Jogos de PyeongChang 2018. Serão 39 eventos masculinos e 39 femininos (dependendo de uma decisão sobre o programa de snowboard), além de quatro eventos mistos. Se todas as 234 vagas disponíveis para mulheres forem ocupadas, representará um crescimento de 76% em relação as 133 que competiram em 2018.

Andrew Parsons, presidente do IPC, disse: “Os Jogos Paraolímpicos de Inverno de Pequim 2022 têm o potencial de ser os jogos de marco para todo o Movimento Paralímpico. Eles não serão apenas os maiores jogos – levando o evento a um nível totalmente novo – mas têm potencial para serem os primeiros Jogos Paralímpicos da história a ter paridade de gênero em termos de eventos de medalhas”.

“Este anúncio sublinha nosso desejo de buscar a iguldade de gênero no Movimento Paralímpico. Com mais vagas e medalhas do que nunca disponíveis para as mulheres, espero que nossos Comitês Paraolímpicos Nacionais (NPCs) respondam investindo mais no desenvolvimento de paraatletas femininas de esportes de inverno”, acrescentou.

As Paralimpíadas de Inverno Pequim estão marcadas para acontecer entre 4 e 11 de março de 2022. As informações sobre todas as questões deliberadas na reunião do Conselho do IPC podem ser acessadas no site oficial da entidade.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima