Brasil conquista mais cinco medalhas no Pan sub-20 de atletismo

Brasil conquista mais cinco medalhas no Pan sub-20 de atletismo

Mais cinco medalhas para o Brasil no Pan sub-20 de atletismo. Neste sábado (20), a seleção brasileira conquistou uma prata e quatro bronzes no torneio que acontece em San José, capital da Costa Rica. O destaque brasileiro foi Luís Maurício Dias da Silva, que ganhou prata no lançamento do dardo, com 74,51 m.

Mineiro de Juiz de Fora, Luís Maurício chegou a liderar a prova, mas, no último lançamento, porém, o norte-americano Tzuriel Pedigo obteve a marca de 76,95 m, estabelecendo novo recorde do torneio e garantindo o ouro. Tyriq Horsford, de Trinidad & Tobago, ficou em terceiro, com 71,42 m.

Outro bom resultado foi o de Lorraine Martins – quebrou o recorde brasileiro dos 200 m para ganhar a medalha de bronze, com 23.06 (1.4). O recorde anterior era de Vitória Rosa, com 23.11, obtido em maio de 2015.

Lorraine já havia quebrado o recorde o sub-20 dos 100 m rasos no GP de Segovia, Madrid, batendo uma marca que também era de Vitória Rosa, com 11.36. Lorraine foi titular na equipe brasileira do 4×100 m quarta colocada no Mundial de Revezamentos de Yokohama, em maio.

As outras medalhas de bronze foram alcançadas por Agnaldo Gonzaga, nos 800 m, com 1:49.48. Lucas Conceição Vilar, também nos 200 m, com 20.70, e pelo revezamento 4×100 m masculino, formado por Arielton Costa, Lucas Rodrigues da Silva, e Erik Felipe Cardoso, com 39.42.

O revezamento comemorou muito o resultado. Afinal, só foi batido pelos Estados Unidos, que quebraram o recorde mundial sub-20, com 38.62, e pela Jamaica, com 39.20.

Nos 800 m, além do bronze de Agnaldo Barbosa, o Brasil ainda teve Lucas Pinho Leite na quinta colocação, com 1:53.36.

A jornada de ontem ainda teve a realização das semifinais dos 400 m com barreiras, cujas finais serão hoje. Alison Brendon dos Santos venceu a sua série, com 50.47, enquanto Caio Alves Teixeira terminou em segundo lugar na outra série, com 51.16. No feminino, o Brasil também classificou suas duas atletas para a final: Jéssica Vitória Moreira (56.90) e Chayenne Pereira da Silva (57.87), ambas na terceira colocação.

Na sexta-feira, Micaela Rosa de Mello havia dado a primeira medalha do Brasil ao terminar em terceiro lugar nos 100 m com barreiras, com 13.41 (0.6). Desta forma, a Seleção soma seis medalhas no evento, sendo uma de prata e cinco de bronze.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima