IAAF nega pela décima vez suspensão de sanção contra Rússia

Data:

Esta é a décima vez, em três anos, que a entidade nega a reintegração da Rússia

A Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) informou, nesta segunda-feira (11), que decidiu manter a suspensão russa sobre os casos de doping no esporte, afirmando que ainda espera receber os dados do laboratório de Moscou e compensação financeira pelas investigações.

A Federação Russa de Atletismo (ARAF) está suspensa desde 2015, quando um relatório da Agência Mundial Antidoping (WADA) encontrou evidências de doping generalizado no esporte.

- Advertisement -

O conselho executivo da IAAF, em uma reunião em Doha, Catar, no último final de semana, discutiu a possibilidade de suspender as sanções, mas Rune Andersen, presidente da força-tarefa da IAAF na Rússia, disse que Moscou ainda precisa cumprir duas condições.

“As questões logísticas sustentam uma compensação financeira, além dos custos da força-tarefa e os gastos legais, nos casos que a Rússia levou aos tribunais”, disse Andersen. “Além disso, a IAAF ainda não recebeu os dados das amostras do laboratório de Moscou, que ainda estão sendo analisados pela WADA”.

“Essas questões precisam ser resolvidas. Assim que tivermos tudo o que precisamos, vamos reconsiderar e recomendar ao conselho da IAAF a reintegração da Rússia”, concluiu ele.

As autoridades russas negaram que os casos de doping envolvendo o país fossem patrocinados pelo Estado, mas confirmaram que funcionários do governo estavam envolvidos no fornecimento de substâncias proibidas a atletas, interferindo em procedimentos antidoping e encobrindo testes positivos.

A reintegração da Rússia foi rejeitada em numerosas ocasiões pela IAAF nos últimos três anos. Caso não consiga cumprir as condições nos próximos meses, o país corre o risco de não enviar uma equipe para o Campeonato Mundial de Atletismo, em setembro, em Doha, Catar.

Desde 2015, alguns atletas russos foram autorizados a competir internacionalmente sob a bandeira neutra, desde que comprovassem estarem livres do uso de substâncias proibidas.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes