Ultimate magazine theme for WordPress.

CBAt convoca atletas para o Mundial de meia maratona na Polônia

A competição está marcada para ocorrer dia 29 de março em Gdynia e terá a participação de cinco brasileiros (3 homens e 2 mulheres)

Bragança Paulista, São Paulo – A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) convocou nesta segunda-feira (10) cinco atletas para a disputa do Mundial de meia maratona, agendado para o dia dia 29 de março, em Gdynia, Polônia.

O evento, que tem a chancela da Federação Internacional de Atletismo (World Athletics, antiga Iaaf), terá a participação de Ederson Vilela Pereira (Pinheiros), Daniel Ferreira do Nascimento (ABDA) e Gilmar Silvestre Lopes (Pé de Vento), no masculino, e Valdilene dos Santos Silva e Andreia Aparecida Hessel (ambas do Pinheiros), no feminino.

O paulista Ederson ganhou a medalha de ouro nos 10.000 m dos Jogos Pan-Americanos de Lima-2019, com 28:27.47. O seu melhor tempo na meia maratona é de 1:03:47, obtido em 2018, em Buenos Aires na Argentina. Ele venceu ainda a tradicional Volta da Pampulha de 2019, percorrendo os 18 km, em 56:19.

Já Daniel Nascimento voltou em grande estilo no final de 2019, depois de ter ficado um ano fora das competições, trabalhando como bóia-fria em Paraguaçu Paulista, cidade em que nasceu. Foi o brasileiro mais bem colocado na São Silvestre (11º), venceu os 10 km da Copa Brasil Caixa de Cross Country, em Serra (ES) e ganhou a Meia Maratona de São Paulo 2020, com 1:04:34, marca que lhe garantiu a convocação para o Mundial.

Gilmar (Pé de Vento-RJ), hexacampeão da Copa Brasil Caixa de Cross Country, tem como melhor resultado na meia maratona, 1:03:02, obtido em 2011, no Rio de Janeiro.

Valdilene tem 1:14:38, tempo alcançado em Cardiff (GBR), em março de 2016. Já Andreia compete no Mundial com 1:16:48, como melhor marca, obtida em Buenos Aires (ARG), em 2018.

A convocação atendeu aos critérios para a formação da seleção brasileira, entre os atletas que obtiveram o índice mínimo estabelecido pela CBAt, até o máximo de três atletas por gênero.

No feminino, somente duas atletas conseguiram o índice. Já no masculino cinco corredores obtiveram o índice, tendo ocorrido um empate entre os atletas com a terceira marca entre os convocados – foi convocado quem tinha a segunda melhor marca.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais