Alison Brendom fica em 7º, mas bate marca pessoal em Doha

Alison Brendom fica em 7º, mas bate marca pessoal em Doha

Ainda que tenha terminado em penúltimo lugar na final mundial dos 400 metros com barreiras, o brasileiro Alison Brendom comemorou o resultado. É que nesta segunda-feira (30), em Doha, Catar, ele alcançou seu melhor tempo na prova.

Ao cruzar a linha de chegada em 48s28, o atleta de 19 anos baixou os 48s45 que obteve nos Jogos Pan-americanos de Lima quando faturou a medalha de ouro.

Logo após a prova, em entrevista ao Sportv, canal que detém os direitos do Mundial no Brasil, o paulista de São Joaquim da Barra celebrou. “Foi uma prova incrível. Fico muito feliz com o resultado. Ficou um gostinho de quero mais, eu sei que poderia ter sido melhor. Vamos ver agora em Tóquio no ano que vem”.

Quem faturou o título foi o norueguês Karsten Warholm, com 47s42, seguido pelo norte-americano Rai Benjamin, que conquistou a prata com 47s66. Abderrahman Samba, atleta local, completou o pódio na terceira posição (48s03).

Alison Brendom começou a treinar ainda pequeno e, aos 16 anos, já disputava grandes torneios na categoria adulta. Hoje, aos 19 anos, ele é uma das promessas do Brasil na Olimpíada de Tóquio 2020.

Doha 2019

A 17ª edição do Mundial de atletismo está e andamento até o dia 6 de outubro, em Doha, capital do Catar. O Brasil compete com uma delegação de 44 atletas, com destaque para Darlan Romani (do lançamento de peso), Thiago Braz (salto com vara), Caio Bonfim e Erica Sena (marcha atlética).

Todas as informações da competição, resultados em tempo real e cronograma, estão disponíveis aqui na Agência Olímpica.

Comentários (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima
Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On Instagram