Campeã mundial, Marina Arzamasova é suspensa por doping

Campeã mundial dos 800 metros, a bielorrussa Marina Arzamasova foi suspensa provisoriamente após ser flagrada em exame antidoping. A atleta testou positivo para a substância LGD-4033, com propriedades similares a esteroides anabólicos e proibida pela Agência Mundial Antidoping (Wada). Ela está fora do Mundial de Doha, em outubro.

Marina Arzamanova, de 31 anos, foi campeã mundial em Pequim, em 2015, quando conquistou sua melhor marca na prova, com 1min57s54. Sua melhor marca neste ano foi 2min02s51, feita em julho.

A informação foi divulgada pela Unidade de Integridade do Atletismo (AIU), órgão independente que presta serviço à Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf). A decisão foi anunciada via redes sociais.

“A Unidade de Integridade do Atletismo confirma a suspensão provisória da atleta de meia distância da Bielorússia Marina Arzamasova pela violação das regras antidoping da Iaaf”.

A AIU também anunciou a suspensão do arremessador de peso ucraniano Andriy Semenov. Em análise retroativa de material, coletado no Campeonato Mundial de 2011, em Daegu, o laboratório encontrou resíduos de substâncias proibidas. Naquele mundial, Semenov terminou em 22ª e ficou fora da final.

Todos os resultados dele, entre 22 de agosto de 2011 e 22 de agosto de 2013, foram removidos. Ele está suspenso desde 29 de julho deste ano e só poderá competir após dois anos.

Todas as informações sobre a suspensão destes atletas estão disponíveis no site da AIU.

Gabriel Lima

Gabriel Lima

Gabriel Lima é estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Pará e escreve sobre esportes desde 2008. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e as atualizações da ginástica artística.

Related Posts

Leave Comment