Margarita Pakhnotskaya, vice-presidente da Rusada, nega acusações feitas pela Wada

Data:

Vice-presidente da Agência Antidoping da Rússia (Rusada), Margarita Pakhnotskaya negou as acusações que recaem sobre a entidade em caso de manipulação de dados do laboratório de Moscou. Em entrevista ao portal Deutsche Welle, ela garantiu a inocência do país.

“A Rusada não tem nada a ver com isso e a Wada entende isso – assim como todas as federações internacionais e o Comitê Olímpico Internacional (COI)”, disse.

- Advertisement -

A Wada (Agência Mundial Antidoping) abriu um processo para apurar as suspeitas de manipulação nos dados que foram entregues pela Rusada em janeiro. Caso seja considerada culpada, a Rússia pode ficar fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

A questão russa tem ganhando grande destaque na mídia esportiva, especialmente depois das declarações feitas pelo chefe da Rusada, Yuri Ganus. Ele disse “esperar sanções significativas” para todo o esporte russo, face à alegação de manipulação dos dados obtidos pela Wada.

Pakhnotskaya classificou as declarações de Ganus como “ousadas” e acrescentou que declarações deste tipo minam as instituições do país, principalmente o Ministério dos Esportes e a Presidência da República.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes