‘Variante japonesa’ obriga país a estender quase estado de emergência

Tóquio, Japão – O Japão pode expandir as medidas de quase estado de emergência para dez regiões, a partir desta sexta-feira (16), para tentar conter os avanços da covid-19 a menos de 100 dias do início da Olimpíada, informou a Reuters nesta sexta.

O ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, disse que o governo considera adicionar Aichi, Kanagawa, Saitama e Chiba a outras seis prefeituras ao decreto que já vigora em Tóquio e Osaka. A decisão deve ser anunciada até o final do dia (horário local).

Autoridades médicas japonesas já admitem que o país está entrando em uma quarta onda da doença.

Na quinta-feira (15), Osaka registrou um número recorde de novos casos para um único dia: 1208, impulsionando pela variante britânica (B.1.1.7) e japonesa (E484K). Em Tóquio, as novas infecções aumentaram para 729, o maior número desde o início de fevereiro, quando a maior parte do país estava sob estado de emergência.

O aumento no número de casos da doença tem preocupado médicos e autoridades do governo, que consideram cancelar os Jogos Olímpicos caso a situação da pandemia se torne insustentável no país.

O secretário-geral do Partido Liberal Democrático do Japão – atualmente no poder -, Toshihiro Nikai, afirmou que o cancelamento dos Jogos Olímpicos continua sendo uma opção. De acordo com o político, se as taxas de transmissão por covid-19 continuarem subindo no país e no mundo, o evento será cancelado “sem hesitação”.

O quase estado de emergência permite que os governos locais ordenem que bares e restaurantes reduzam seu horário e imponham multas aos que não cumpram. O estado de emergência total foi declarado duas vezes no Japão durante o curso da pandemia.

Variante E484K

A variante japonesa do coronavírus E484K, que infectou aproximadamente 70% dos pacientes com Covid-19 no hospital de Tóquio no mês passado, segundo informações da TV NHK, pode ser mais resistente às vacinas.

A variante, também chamada de Eek, carrega uma mutação na proteína S do coronavírus, responsável por “facilitar” a entrada do vírus na célula humana e a primeira a ser alvo dos anticorpos produzidos por imunizantes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados