Apesar de problemas financeiros causados pelo Covid-19, JOC promete Jogos seguros

Tóquio, Japão – O presidente do Comitê Olímpico Japonês (JOC), Yasuhiro Yamashita, disse que fará tudo o que puder para apoiar os atletas impactados pelo Covid-19 antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Ninguém pode afirmar como estarão as coisas em um mês, três meses ou seis mese”, disse Yamashita durante uma videoconferência de imprensa em Tóquio. “Tudo o que posso dizer é que o JOC fará todo o possível para realizar uma Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio 2020 em segurança”.

Embora o coronavírus tenha paralisado as atividades esportivas no país, Yamashita acrescenta que o JOC mantém a meta de ganhar 30 medalhas de ouro nos Jogos. Ele acredita que os atletas japoneses podem atingir esse objetivo se continuarem treinando forte para as competições de 2021.

Eleito presidente do Comitê Olímpico Japonês em junho do ano passado no lugar de Tsunekazu Takeda, que está sendo investigado por acusações de corrupção, disse que a pandemia da Covid-19 também está causando problemas financeiros à organização.

“Em relação ao próximo ano fiscal (a situação financeira da JOC) será bastante difícil”, disse Yamashita após um difícil primeiro ano no cargo. “Eu acho que existe uma grande possibilidade de termos de pedir dinheiro emprestado”.

As Olimpíadas seriam realizadas, originalmente, entre 24 de julho e 9 de agosto. Com o adiamento, os eventos passarão a ocorrer entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Os Jogos Paralímpicos ocorrerão entre 24 de agosto e 5 de setembro de próximo ano.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Artigos relacionados