Apesar de apoio público, federações esportivas internacionais criticam COI sobre Tóquio 2020

Hamburgo, Alemanha – O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta terça-feira (24) que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio serão adiados devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A nova data, no entanto, não foi revelada.

O anúncio já era aguardado, mas poucos esperavam que ele fosse feito hoje, dois dias após o COI e seu presidente, Thomas Bach, pedirem um prazo de quatro semanas para chegarem a uma decisão sobre o futuro dos eventos.

O acordo foi firmado entre os principais parceiros dessa joint venture de bilhões de dólares, após uma teleconferência na manhã desta terça: o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e Bach.

Um pouco depois da conversa, Abe anunciou o resultado da reunião. Meia hora depois, o COI emitiu um comunicado confirmando a postergação da Olimpíada, que estava marcada para começar em 24 de julho e que agora ainda não tem dada definida.

A notícia foi bem recebida por atletas e pelas federações esportivas internacionais, que parabenizaram os envolvidos pela decisão. Mas, apesar do apoio público, alguns dirigentes das 33 associações esportivas do programa de Tóquio 2020 criticaram a arbitrariedade da decisão, como publicou a Der Spiegel.

Thomas Weikert, presidente da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), se expressou diplomaticamente. “É claro que estou aliviado com essa decisão”, disse Weikert à Spiegel. “Mas também estou confuso. Há uma semana, consultamos Thomas Bach, que exigiu solidariedade de nós. Agora, não estávamos envolvidos na tomada de decisões”.

A reportagem do periódico alemão afirma que outros dirigentes também reclamaram da forma como as coisas foram orquestradas, mas que não quiseram se identificar.

Com o adiamento da competição, possivelmente para o verão de 2021, os órgãos esportivos terão de adaptar suas competições ao calendário olímpico. A Federação Internacional de Natação (Fina), por exemplo, tem o Mundial de esportes aquáticos agendado para o período 16 de julho e 1º de agosto.

As discussões sobre o novo cronograma, agora com a participação das federações e da Associação das Federações Olímpicas Internacionais de Verão (ASOIF), devem começar ainda esta semana.

Recentes