Handebol: Brasil perde para Eslovênia na Copa do Japão

Handebol: Brasil perde para Eslovênia na Copa do Japão

Shibuya, JapãoDesfalcada pela suspensão de Elaine Gomes, a seleção brasileira feminina de handebol perdeu o segundo confronto na Copa do Japão. Na madrugada deste sábado (23), horário de Brasília, as comandadas do técnico Jorge Dueñas sofreram virada para a Eslovênia, por 29 a 33.

A Copa do Japão serve de preparação para o Campeonato Mundial feminino, que começa no próximo sábado (30). O Brasil, que estreou com derrota contra a França, encerrá sua campanha diante do Japão, às 5h30 deste domingo.

Embora tenha largado na frente, criando boas situações de ataque e com ótimo posicionamento de defesa, o time brasileiro desandou no segundo tempo e permitiu a vitória eslava. Apesar da derrota, o técnico Dueñas acredita em melhorias para os próximos jogos:

“Tivemos um primeiro tempo em que estivemos bem no ataque e na parte final da primeira etapa melhoramos a atividade defensiva. Mas no segundo tivemos muitos desajustes defensivos com muitas situações que penso que são possíveis de corrigir, mas precisamos estar bem concentrados para conseguir fazer bem”, analisou.

Para Alexandra Nascimento, melhor do mundo em 2012, esse é o momento de errar e ajustar o que for preciso antes do Mundial. Ela notou evolução da equipe desde a estreia contra a França e acrescentou que “ninguém gosta de perder”.

“A gente precisava fazer mais faltas, o treinador tinha falado que precisávamos ser mais agressivas, mas estamos nessa fase de estar consertando o tempo, temos que falar mais e nos doar um pouco mais. Ninguém gosta de perder. É a segunda derrota, mas acredito que temos que ficar calmas e colocar a cabeça no lugar. Por isso, estamos jogando este torneio”, disse.

Marcaram pelo Brasil: Bruna Paula (6 gols), Ana Paula Rodrigues, Ana Cláudia Bolzan e Adriana Castro (4 gols), Eduarda Amorim e Larissa Araújo (3 gols), Samara Vieira (2 gols), Alexandra Nascimento, Mariana Costa, Isaura Menin, (1 gol).

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima