Americanos questionam ouro de Rebeca Andrade: “Injusto”

Data:

A brasileira Rebeca Andrade conquistou o bicampeonato mundial no salto, neste sábado (7), ao superar a estadunidense Simone Biles (prata) e a coreana Yeo Seojeong (bronze).

Após o triunfo da brasileira, alguns torcedores usaram as redes sociais, especialmente o (antigo Twitter), para reclamar da vitória da brasileira e questionar uma dedução de meio ponto aplicada à Biles.

- Advertisement -

Simone Biles caiu de costas após aterrissar o seu primeiro salto (Biles II). Pela queda, ela recebeu um desconto de um ponto, além de uma dedução de 0.5 pela presença de seu técnico no colchão para axuliar, caso precisasse, na execução do seu novo e deifícilimo movimento (duplo mortal carpado).

Acontece que Rebeca superou Simone por 0.201 e, de acordo com reclamação dos americanos, o desconto de meio ponto é “injusto”, uma vez que “o técnico está lá para garantir a segurança da atleta.

Uma usuária escreveu, respondendo a um dos tweets da FIG, que a entidade “deveria acabar com a dedução por ter o treinador ao lado do salto”.

Outra escreveu que “se Simone não tivesse sido penalizada por ter seu técnico ao lado, ela seria ouro”.

A penalidade aplicada está prevista no Código de Pontuação (CoP) da FIG, como observou um perfil em português.

Rebeca Andrade ainda vai disputar mais duas medalhas no Mundial de ginástica artística de 2023. Amanhã, ela vai brigar por medalhas na trave e no solo, que também terá Flavia Saraiva.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes