Após campanha histórica em Lima, ginástica brasileira já pensa no Mundial de Stuttgart

Após campanha histórica em Lima, ginástica brasileira já pensa no Mundial de Stuttgart

Depois da melhor participação da ginástica artística brasileira em Jogos Pan-americanos, os ginastas do Time Brasil já pensam no Mundial de outubro, em Stuttgart, na Alemanha. O objetivo do país na competição é classificar as duas equipes para a Olimpíada do próximo ano.

Em Lima, todos os ginastas brasileiros conquistaram medalhas. Ao todo, foram onze pódios, o que garantiu ao Brasil a liderança no quadro de medalhas da modalidade. No masculino, foram quatro ouros e quatro pratas. No feminino, três bronzes.

Para Henrique Motta, coordenador geral da CBG (Confederação Brasileira de Ginástica), o balanço da participação da ginástica artística no Pan de Lima foi extremamente positivo.

“Conquistar estes resultados, que nos deram a melhor campanha da história em Pan-Americanos, não foi simples, mas está ligado à nossa intensa preparação. A ginástica é um esporte em que você precisa estar sempre pronto para qualquer adversidade e eles estavam preparados para isso”, disse Motta.

“Agora seguimos em frente. Tem o Mundial, que é classificatório para a Olimpíada de Tóquio, e temos confiança de que dará tudo certo e classificaremos nossas duas equipes completas”, disse Henrique Motta confiante no desempenho do Brasil em outubro.

O Campeonato Mundial de ginástica artística de Stuttgart será realizado entre os dias 4 e 13 de outubro.

FIG divulga ordem de apresentações no Mundial de Stuttgart

As medalhas da Ginástica Artística do Brasil no Pan de Lima

Feminino

• Equipe (Flavia Saraiva, Carolyne Pedro, Lorrane Oliveira, Thais Fidélis e Jade Barbosa) – bronze
• Flavia Saraiva – individual geral – bronze
• Flavia Saraiva – solo – bronze

Masculino

• Equipe (Francisco Barreto Junior, Caio Souza, Arthur Zanetti, Luís Porto e Arthur Nory) – ouro
• Caio Souza – individual geral – ouro
• Arthur Nory – individual geral – ouro
• Arthur Zanetti – argolas – prata
• Francisco Barreto Júnior – cavalo com alças – ouro
• Francisco Barreto Júnior – barra fixa – ouro
• Arthur Nory – barra fixa – prata
• Caio Souza – paralelas – prata

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima