Ultimate magazine theme for WordPress.

Kobe Bryant, bicampeão olímpico de basquete, morre aos 41 anos nos Estados Unidos

Ex-jogador é uma das nove vítimas da queda de um helicóptero em Calabasas, no estado da Califórnia; Ginna Maria, filha mais nove de Kobe, também morreu

Calabasas, Estados Unidos – O ex-jogador norte-americano de basquete Kobe Bryant morreu neste domingo (26), aos 41 anos, vítima de um acidente de helicóptero em Calabasas, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Ele e mais oito pessoas morreram na queda deste domingo, incluindo sua filha Gianna Maria (13), segundo confirmou o xerife da cidade em entrevista coletiva após o ocorrido.

Kobe Bryant nasceu em 23 de agosto de 1978, em Filadélfia, nos EUA. Considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos, Bryant conquistou cinco vezes o título da NBA (National Basketball Association, tendo sido considerado o jogador mais valioso da temporada 2007-2008, o título da Copa América de basquete, em 2007, além de dois ouros olímpicos, em Pequim 2008 e em Londres 2012.

A informação de que nove pessoas estavam no helicóptero, incluindo Kobe Bryant, é da polícia local. Anteriormente, a informação era que cinco pessoas estavam na aeronave. A polícia local ainda falou na coletiva de imprensa que a equipe encontrou destroços do helicóptero e agiu para acabar com o incêndio no local, além de preservar o ambiente para as investigações. A identificação por DNA ainda será feita para ter uma confirmação oficial da identidade das pessoas.

A mulher de Bryant, Vanessa, não está na lista de vítimas. O modelo do helicóptero era Sikorsky S-76, do ano de 1991, segundo o porta-voz da Administração Federal de Aviação, Allen Kenitzer. O acidente foi às 9h47 da manhã no fuso horário local (14h47 em Brasília). Havia nuvens e nevoeiros naquele momento, mas ainda não está claro se o tempo teve alguma relação com o acidente. O fogo na aeronave só foi apagado aproximadamente uma hora depois, já que houve dificuldade em razão do elemento químico magnésio.

“Nós estamos agora investigando esse acidente. Vamos transferir essa investigação para a agência federal responsável por aeronaves. Vamos recuperar tudo que resta. Não tivemos sobreviventes. Nove pessoas estavam a bordo: o piloto e mais oito [pessoas]. Não podemos identificar ninguém neste momento. Não seria adequado fazer isso agora, seria desrespeitoso”, disse Alex Villanueva, xerife do Condado de Los Angeles, em coletiva de imprensa neste domingo (26).

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais