Brasil estreia com vitória no torneio pré-olímpico masculino de vôlei

Brasil estreia com vitória no torneio pré-olímpico masculino de vôlei

O Brasil começou bem a busca por um lugar na Olimpíada de Tóquio 2020. Nesta sexta-feira (9), a seleção brasileira masculina de vôlei venceu Porto Rico por 3 a 0 (25/23, 25/19 e 25/19), em Varna, na Bulgária, onde disputa o grupo A do pré-olímpico. Egito e os donos da casa completam a chave e, no domingo (11.08), apenas um terá a classificação garantida para a próxima edição da Olimpíada.

O time dirigido pelo técnico Renan Dal Zotto volta à quadra neste sábado (10), às 11h de Brasília, para o segundo dos três jogos que tem como compromisso na cidade búlgara.

Na partida de estreia, o ponteiro Lucarelli foi o maior pontuador da partida, com 14 acertos. O campeão olímpico pontuou em todos os fundamentos, sendo nove de ataque, quatro de bloqueio e um de saque.

O central Isac foi outro destaque da seleção brasileira nesta sexta-feira. O atacante marcou 13 vezes, apenas uma a menos do que Lucarelli, e creditou a boa atuação individual ao bom desempenho do grupo.

“O primeiro set sempre é difícil e eles tiveram méritos. A nossa equipe tem que saber se recuperar justamente neste momento e foi o que fizemos hoje. Fico feliz de ter conseguido ajudar, mas a força da seleção brasileira sempre é o grupo mesmo”, explicou Isac.

A equipe brasileira entra na disputa com os levantadores Bruninho e Fernando Cachopa; os opostos Wallace e Alan; os centrais Lucão, Maurício Souza, Flávio e Isac; os ponteiros Leal, Lucarelli, Maurício Borges e Douglas, e os líberos Thales e Maique. Entre eles, sete jogadores com a experiência do título olímpico na mais recente edição dos Jogos: Bruninho, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Lucarelli, Maurício Borges e Douglas.

Agenda

10/08 (SÁBADO) – Brasil x Egito, às 11h (Horário de Brasília)
11/08 (DOMINGO) – Brasil x Bulgária, às 14h30 (Horário de Brasília)

Resultados

Resultados: Pré-Olímpico masculino de vôlei 2019

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima