COI suspende duas vagas olímpicas em competição de tiro na Índia

Data:

O COI assegurou que as demais vagas estarão em disputa, em respeito aos mais de 500 atletas que já estão no país para a competição

O Comitê Olímpico Internacional (COI) cancelou a qualificação olímpica do tiro rápido de 25 metros, através da Copa do Mundo da Federação Internacional de Tiro Desportivo (ISSF), que acontece em Nova Delhí, índia, de 20 a 28 de fevereiro. O COI informou que tomou a decisão porque as autoridades indianas negaram vistos de entrada à delegação paquistanesa.

A entidade explicou, através de um comunicado em seu site, a decisão:

- Advertisement -

“O COI foi informado, em 18 de fevereiro, que as autoridades do governo indiano não concederam vistos de entrada para a delegação paquistanesa, composta por dois atletas e um técnico, que deveria participar da Copa do Mundo ISSF. Esta é uma competição que dará vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Os dois atletas paquistaneses deveriam competir na prova de tiro rápido de 25 metros, no sábado (23), na qual duas vagas estão disponíveis para os Jogos.

O COI decidiu, então, cancelar a qualificação olímpica para a competição de tiro rápido de 25 metros. As demais provas continuarão valendo vagas para as Olimpíadas de Tóquio, em respeito aos mais de 500 atletas, de 61 países, que já estão em Nova Deli para a competição.

Desde que tomou conhecimento do assunto, o COI tem tentado, inutilmente, chegar a um acordo com o governo do país. Esta situação vai contra a Carta Olímpica, em particular os princípios da não discriminação, bem como a posição do COI e do Movimento Olímpico de garantir o tratamento igual aos atletas participantes em eventos esportivos internacionais, sem qualquer forma de discriminação política do país anfitrião.

Como resultado, o Conselho Executivo do COI também decidiu suspender todas as discussões com o Comitê Olímpico Indiano (IOA) sobre a possível candidatura do país aos Jogos Olímpicos de 2032, até que as garantias sejam obtidas do governo para assegurar a entrada de todos os participantes em tais eventos, como manda a Carta Olímpica. O COI também recomenda que as Federações Internacionais (IFs) não realizem nenhum evento esportivo na índia até que as garantias mencionadas sejam obtidas”.

A entidade informou que já entrou em contato com a ISSF para garantir que as duas vagas do tiro rápido de 25 metros sejam disputadas posteriormente em uma nova competição.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes