‘A Olimpíada significa muito para mim’, diz bicampeão Andy Murray

  • Bicampeão olímpico de tênis também ressaltou a importância da Olimpíada por "guiar o esporte" para fora da crise sanitária do Covid-19

Tóquio, Japão – O britânico Andy Murray afirmou que Tóquio 2020 serão os Jogos Olímpicos mais importante da história – por guiarem o esporte para além da pandemia de Covid-19.

Bicampeão olímpico de tênis, Murray vai em busca de sua terceira medalha de ouro consecutiva, após vencer em casa, em Londres 2012, e na Rio 2016.

Murray estará competindo em sua quarta Olimpíada e insiste que Tóquio ajudará as pessoas a ‘se reconectar à emoção do esporte’.

“As Olimpíadas significam muito para mim. Liderar o Time britânico na cerimônia de abertura no Rio foi um dos destaques da minha carreira e vencer em 2012 em casa foi um momento incrível.”

“Ir para uma segunda Olimpíada como atual campeão é emocionante e estou ansioso para o desafio. Os Jogos são a maior competição do mundo e, como atletas, treinamos forte para momentos como este”, Murray disse.

O número 1 do mundo, Novak Djokovic, ainda está em vias de completar o ‘Golden Slam’, caso vença a Olimpíada e o US Open em agosto.

No entanto, várias desistências, incluindo Rafael Nadal, Roger Federer e Dominic Thiem, abriram caminho para o atual campeão Murray levar uma medalha para casa.

“A nível pessoal, o meu objetivo é tentar ganhar uma medalha – de preferência, uma medalha de ouro para o meu país.” ele adicionou.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam oficialmente na sexta-feira (23) e o torneio de tênis já começa no sábado (1), com a primeira rodada de simples masculina e feminina.

Tóquio 2020: Tudo sobre o torneio de tênis na Olimpíada

 

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima