Tóquio 2020: Tudo sobre o torneio de tênis na Olimpíada

Data:

Tóquio, Japão – Na noite desta quarta-feira, mais precisamente às 23h (horário de Brasília), serão conhecidas as chaves olímpicas do tênis. O Brasil teria sete representantes na competição, igualando o recorde do Rio 2016, mas teve a baixa de última hora do mineiro Bruno Soares e contará com seis tenistas na disputa.

O torneio será disputado no Ariake Tennis Park, que possui 48 quadras (32 de piso sintético e 16 de grama artificial) ao ar livre, além do Ariake Coliseum, que será o palco principal dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, contando com um teto retrátil e arquibancada para 10 mil espectadores, que estará vazia por causa das restrições em Tóquio.

- Advertisement -

As quadras sintéticas em que acontecerão as partidas são de DecoTurf, uma marca de piso construído com camadas de resina acrílica, borracha, sílica e outros materiais sobre uma base de asfalto ou concreto. A superfície é a mesma de torneios como o US Open e os Masters 1000 de Cincinnati e Xangai. Também foi usada nas Olimpíadas de Pequim 2008 e Atenas 2004.

As partidas terão início no sábado às 11h locais (23h de sexta-feira em Brasília). São cinco as chaves disputadas: simples masculino e feminino (chave de 64), duplas masculino e feminino (chave de 32) e duplas mistas (chave de 16). O torneio é eliminatório, exceto para os derrotados nas semifinais, que terão a chance de jogar mais uma vez na disputa pelo bronze. Ao contrário das outras edições olímpicas, a final masculina será em melhor de três sets, mudança aprovada em 2019.

Com a presença de cinco dos atuais top 10, o sérvio Novak Djokovic é o principal favorito ao título na chave masculina de simples e ele mesmo já elencou o russo Daniil Medvedev, o grego Stefanos Tsitsipas e o alemão Alexander Zverev como seus principais obstáculos. Djokovic e Medvedev foram os mais recentes campeões do ATP 500 de Tóquio, disputado no mesmo local.

A chave feminina está mais forte, com sete das 10 primeiras do ranking confirmadas. A japonesa Naomi Osaka tentará faturar a medalha de ouro para o país anfitrião, mas a número 1 do mundo Ashleigh Barty entra em pé de igualdade.

Veja a programação completa dos Jogos de Tóquio (horários do Japão):

Sábado 24 de julho (11h) – primeira rodada (simples e duplas – masculino e feminino)

Domingo 25 de julho (11h) – primeira rodada (simples e duplas – masculino e feminino)

Segunda-feira 26 de julho (11h) – segunda rodada de simples (masculino e feminino), oitavas de final de duplas (masculino e feminino)

Terça-feira 27 de julho (11h) – segunda rodada de simples (masculino), oitavas de final (feminino – simples e duplas), quartas de final (masculino duplas)

Quarta-feira 28 de julho (11h) – oitavas de final (masculino simples), quartas de final (feminino – simples e duplas), semifinais (masculino duplas), primeira rodada duplas mistas

Quinta-feira 29 de julho (11h) – quartas de final (masculino simples e duplas mistas), semifinais (feminino – simples e duplas)

Sexta-feira 30 de julho (12h) – semifinais (masculino simples e duplas mistas), disputa do ouro e do bronze (masculino duplas)

Sábado 31 de julho (12h) – disputa do ouro (simples feminino), disputa do bronze (simples – masculino e feminino, duplas – feminino e mistas)

Domingo 1 de agosto (12h) – disputa do ouro (masculino, duplas femininas e mistas)

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes