Novo exame de Bia Haddad Maia não aponta doping

Novo exame de Bia Haddad Maia não aponta doping

Provisoriamente suspensa, após testar positivo para anabolizante em exame antidoping, a tenista Bia Haddad Maia recebeu uma boa notícia nesta terça-feira (30). Um novo exame, realizado durante o torneio de Wimbledon e um mês após o teste que acusou o doping da tenista, não apresentou qualquer indício de substância proibida.

A informação foi confirmada pela equipe jurídica da tenista número 1 do Brasil. Bichara Neto, advogado de Haddad Maia, que não pode entrar em detalhes sobre o caso, afirmou que “essa notícia é importante para a defesa” da paulista de 23 anos.

Embora o resultado deste novo teste seja negativo, Bia segue em sanção provisória. A defesa espera que o caso seja julgado o mais rápido possível para que, em caso de absolivção, Bia Haddad possa retornar o quanto antes às disputas do circuito mundial de tênis.

Caso

Na última terça-feira, 23 de julho, a Federação Internacional de Tênis (ITF) publicou um comunicado informando que Bia havia falhado em um exame de urina realizado durante o torneio de Bol, na Croácia. Os exames identificaram duas substâncias anabolizantes, SARM S-22 e SARM LGD-4033, ambos moduladores seletivos do receptor de androgênio.

A canhota paulista foi comunicada do resultado em 12 de julho e teria 10 dias para solicitar sua defesa perante o Juri independente do Programa Antidoping e assim continuar competindo. Como não fez, a suspensão se tornou automática a partir de 23 de julho.

Comentários (0)

Leave a Reply

© 2018-2020 Agência Olímpica.

Rolar para cima