Após título na Alemanha, Hugo Calderano estreia no Aberto da China

Data:

Número 8 do mundo inicia a participação contra adversário sul-coreano e pode pegar chinês já nas oitavas

Após conquistar o título da Bundelisga no último domingo, o mesatenista brasileiro Hugo Calderano tem novo desafio pela frente: o Aberto da China, competição platinum do Circuito Mundial de tênis de mesa. O brasileiro inicia sua participação na manhã desta quinta-feira (30), às 6h45 de Brasília, na fase de 32, contra o sul-coreano Minha Hwang, com transmissão pelo site da ITTF TV.

O adversário não é dos mais tradicionais do Circuito, tendo que jogar quatro fases preliminares e ocupando a 135ª colocação do ranking mundial. Mas se passar pelo sul-coreano, Calderano já pode encarar uma pedreira: o chinês Liang Jingkun, número 6 do mundo.

- Advertisement -

“O que pode me ajudar bastante é a preparação que fiz para a decisão da Bundesliga. Treinei bastante, muito forte, nestas duas semanas antes da final. Espero que isso me ajude a ter uma boa performance aqui também”, explica o primeiro brasileiro campeão alemão na História da modalidade.

Calderano será o único brasileiro na chave principal do Aberto da China. Os demais se despediram no início desta quarta-feira, nas fases preliminares. Alguns com grandes participações.

Thiago Monteiro, por exemplo, fez um jogo duríssimo contra o francês Simon Gauzy, companheiro de Hugo Calderano no Ochsenhausen e um dos oito melhores do último Mundial. A derrota por 4 a 3 (9/11, 12/10, 11/6, 7/11, 13/11, 9/11 e 9/11), com três sets perdidos pela diferença mínima, deixou um sentimento de dever cumprido pelo brasileiro.

“Meu nível de jogo está excelente. Nas últimas competições, joguei muito bem, estou em um bom momento, motivado. Obviamente um pouco chateado com a derrota. Foi coisa de jogo mesmo. O jogo é muito rápido, você tem que tomar decisões. Ele é um bom jogador. Estou feliz com o geral e focado agora para o Aberto de Hong Kong”, disse Monteiro, projetando seu próximo desafio, na semana que vem.

Lin Gui superou a vice-campeã pan-americana, a experiente canadense Mo Zhang. De virada, venceu por 4 a 2 (5/11, 4/11, 11/5, 11/9, 14/12 e 12/10), na fase preliminar 2. Posteriormente, no jogo que definiria sua classificação para a chave principal, foi superada pela taiwanesa Liu Yu-Hsin, por 4 a 1 (7/11, 8/11, 11/7, 7/11 e 7/11). Bruna Takahashi, por sua vez, foi eliminada pela norte-coreana Cha Hyo Sim, por 4 a 2 (8/11, 11/4, 11/8, 7/11, 5/11 e 4/11), na fase preliminar 2.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes