Mirando no Pan de Lima, CBJ realiza camping internacional

Data:

Atividade conta com cerca de 300 atletas de oito países no Centro de Treinamento em Pindamonhangaba, interior de São Paulo

Medalhistas olímpicos e campeões mundiais estão entre os quase 300 atletas de oito países que ficam reunidos até o próximo dia 12 de abril no Centro de Treinamento em Pindamonhangaba, interior de São Paulo, para o treinamento de campo internacional, promovido pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Neste ano, além dos judocas brasileiros das seleções principais e de base, estão presentes as seleções da França, Holanda, Alemanha, Bélgica, Croácia, Argentina, Equador e Chile.

- Advertisement -

Para Rafael Silva, medalhista de bronze nas Olimpíadas de Londres 2012 e Rio 2016, a ação funciona como importante preparação para os maiores desafios do ano: os Jogos Pan-americanos de Lima e o Mundial de Tóquio, além das competições que distribuem pontos para o ranking mundial.

“Eu, como atleta do peso pesado, gosto bastante desse tipo de treino com gente de todo o mundo, porque durante o ano tenho dificuldade de encontrar parceiros aqui no Brasil na minha categoria para poder treinar. A preparação tem sido intensa, os treinos estão muito fortes e estou muito feliz em poder estar melhorando pensando nas competições desse ano”, disse Rafael.

O TC internacional começou no último dia 31 de março e termina na próxima sexta-feira. É a terceira vez que a CBJ realiza esse tipo de concentração na cidade do Vale do Paraíba com participação estrangeira. Em outros anos, o treino contou com as principais estrelas de potências na modalidade como Rússia e Azerbaijão.

O formato do treino é o mesmo dos grandes campings internacionais, como Castelldefels, na Espanha, e Mittersill, na Áustria, com uma programação de treinos dividida em dois blocos, com parte técnica no período da manhã e para os randoris (simulações de luta) no final da tarde e noite.

Entre os destaques internacionais estão diversos medalhistas em campeonatos mundiais, olímpicos e top 10 do Ranking Mundial, como Amandine Buchard (52kg), Clarisse Agbegnenou (63kg), atual tricampeã mundial, Marie-Ève Gahié (70kg), Audrey Tcheumeo (78kg), Guusje Steenhuis (78kg), atual vice-campeã mundial, Frank de Wit (81kg), número dois do mundo, Michael Korrel (100kg), número 4 do mundo, Charline Van Snick (52kg), bronze em Londres 2012, entre outros.

Pelo Brasil, foram convocados os principais atletas da seleção Sub-21 e a seleção principal sênior, entre eles atletas como o próprio Rafael Silva, Daniel Cargnin (66kg), Mayra Aguiar (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Ketleyn Quadros (63kg). Parte da seleção, como as campeãs olímpicas Sarah Menezes e Rafaela Silva, Maria Portela, Rafael Macedo, Rafael Buzacarini, entre outros, chegaram para os últimos dias de atividades depois de competir o Grand Prix de Antalya.

“É muito importante participar desse treinamento porque é a oportunidade de pegar no quimono de atletas que são referências da minha categoria, como a francesa Clarisse Agbegnenou, atual número 1 do mundo. É uma grande oportunidade de me preparar para os próximos desafios. É cansativo, exaustivo, mas faz parte”, disse Ketleyn Quadros, medalha de bronze em Pequim 2008.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes