Brasil conquista duas medalhas no primeiro dia do Grand Slam de Düsseldorf

Data:

No primeiro dia de competição, Rafaela foi derrotada na final pela campeã mundial Tsukasa Yoshida. Nathália conquistou seu segundo bronze no ano após vencer a alemã Kataharina Menz

O Grand Slam de Judô de Düsseldorf começou nesta sexta-feira com duas medalhas conquistadas por atletas brasileiras. Rafaela Silva, campeã olímpica, ficou com a medalha de prata na categoria até 57kg, sendo derrotada pela japonesa Tsukasa Yoshida na arena ISS Dome, na Alemanha. Nathália Brígida, de 25 anos, conquistou o bronze vencendo a atleta da casa, Kataharina Menz, na categoria até 48kg.



- Advertisement -

Rafaela confirmou o favoritismo nas preliminares, vencendo Ichinkhorloo Munkhtsedev, do Azerbaijão, por punição, e em seguida eliminando a holandesa Sanne Verhagen com um waza-ari. Nas quartas de final, a brasileira venceu a alemã Sappho Coban, aplicando um Ippon na parte final da luta. Na semifinal, reeditou a final olímpica do Rio contra a atleta da Mongólia Sumiya Dorjsuren, e levou a melhor.

Na final, Rafaela Silva sofreu um waza-ari no início da luta e, apesar de ter forçado duas punições da adversária, não conseguiu reagir. Com isso, a brasileira fechou uma série de três competições pela Europa, brigando por medalhas em todas. Ficou em quinto em Paris, prata em Oberwart e prata em Düsseldorf.

Nathália estreou com vitória por ippon sobre Aisha Gurbanli, do Azerbaijão. Em seguida, bateu a medalhista de bronze em Londres, Eva Csernoviczki, da Hungría, nas oitavas, com um waza-ari no golden score. Nas quartas, a brasileira derrotou Shira Rishony, de Israel, numa luta acirrada decidida nas punições (3-2) e avançou à semifinal, onde foi imobilizada pela japonesa Funa Tonaki, atual vice-campeã mundial.

Na luta pelo bronze, Nathália encaixou uma chave de braço e forçou a desistência de Katharina Menz. Este é o segundo pódio da brasileira na temporada. Em janeiro, Brígida conquistou o bronze no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel. Após a competição, Nathália falou sobre o resultado em Düsseldof.

– Estou muito satisfeita com meu desempenho aqui na Alemanha. Em uma competição de um nível alto como essa sair com uma medalha, sem dúvida, mostra que estou evoluindo. E me dá ainda mais confiança e motivação para os meus próximos desafios nessa temporada – concluiu Nathália.

Outros brasileiros também lutaram nesta madrugada. As meio-leves Larissa Pimenta e Eleudis Valentim venceram suas duas primeiras lutas, mas caíram nas oitavas-de-final sem chance de voltar na repescagem. Phelipe Pelim foi outro brasileiro que parou nas oitavas. Eric Takabatake, Charles Chibana, Daniel Cargnin, Gabriela Chibana e Tamires Crude pararam em suas primeiras lutas no tatame alemão.

O Grand Slam de Düsseldorf continua nesse final de semana.

As informações são do portal Globo Esporte.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes