Ultimate magazine theme for WordPress.

Pavel Kolobkov, ministro do Esporte da Rússia, renuncia

Decisão foi tomada após a renúncia do primeiro ministro do país, Dmitri Medvedev, na última quarta-feira (15)

Moscou, Rússia – O ministro do esporte da Rússia, Pavel Kolobkov, renunciou ao cargo junto com o resto do governo, após o discurso anual do presidente Vladimir Putin na última quarta-feira (15).

Kolobkov, que ocupa o cargo desde outubro de 2016, no entanto, ficará à frente da pasta até que o novo governo seja formado. Ainda não está claro quem assumirá o cargo, mas é fato que seu sucessor terá de lidar ainda com as questões relacionadas ao escândalo de doping russo.

Ex-esgrimista e campeão olímpico em 2000, Pavel Kolobkov insiste continuamente que a Rússia não cometeu nenhuma irregularidade e que o país fará de tudo para resolver as sanções que pesam sobre ele.

O conjunto de proibições inclui a exclusão da bandeira russa em grandes eventos esportivos, incluindo a Copa do Mundo de futebol e os Jogos Olímpicos, e o impedimento de sediar eventos esportivos internacionais.

Renúncia do gabinete russo

Pavel Kolobkov, ministro do Esporte da Rússia, renuncia
Kolobkov em reunião com Putin e o primeiro ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, em outubro de 2016. Foto: © Kremelin

Durante seu discurso anual sobre o estado da nação, Putin anunciou que planeja realizar uma série de reformas constitucionais que, na prática, transferiria poderes da Presidência para o Parlamento russo.

Algumas horas depois, Dmitri Medvedev, primeiro ministro do país, anunciou sua renúncia pela televisão estatal, em uma transmissão feita ao lado de Putin.

“Essas medidas vão trazer mudanças substanciais não apenas a uma série de artigos da Constituição, mas também ao equilíbrio de poder do Estado, o poder do Executivo, do Legislativo e do Judiciário”, afirmou o premiê.

“Nesse contexto, o governo em sua forma atual renuncia”, completou.

Mikhail Mishustin, ex-diretor do serviço fiscal da Rússia, assumirá o lugar de Medvedev como presidente do governo. Ele deverá anunciar os novos integrantes do governo até o final do mês.

Leia também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar usando este site, você concorda com a utilização de cookies. AceitarLeia mais