Vítima de tráfico humano, campeão olímpico e cavaleiro britânico; conheça Mo Farah, que se aposenta aos 40 anos

Data:

Quatro vezes campeão olímpico, entre 2012 e 2016, Mo Farah fez neste domingo (10) sua despedida do atletismo. Nascido na Somalia, e levado à Grã-Bretanha quando criança, Farah disputou a meia maratona Great North Run, em Newcastle, e terminou na quarta posição.

Campeão dos 5 mil e dos 10 mil metros em nas Olimpíadas de Londres 2012 e Rio 2016, Mo Farah trocou as pistas pelas ruas em 2017. Às vésperas dos adiados Jogos de Tóquio, ele chegou a ensaiar um retorno às provas, que acabou não acontecendo.

- Advertisement -

Farah encerra sua carreira esportiva com oito medalhas Mundiais, sendo seis delas de ouro, além dos quatro títulos olímpicos.

“É muito emocionante. Muita coisa passou pela minha cabeça. Tudo o que sei é correr e foi isso que me fez feliz durante tantos anos. Correr é tudo para mim. Correr foi o que me salvou”, disse u emocionado Farah ao fim da corrida.

Pelos resultados obtidos ao longo da carreira, Sir Mo Farah recebeu o título de cavaleiro do Império Britânico, Comendador da Mais Excelente Ordem (CBE). Inclusive, na sua corrida de despedida estava estampado em seu peito o nome “Sir Mo”.

Entre as poucas controvérsias em que esteve envolvido, a mais recente – e mais chocante – acontrceu ano passado. Em entrevista à BBC, ele revelou que chegou à Grã-Bretanha após ser tráficado por uma mulher desconhecida, que o batizou de Mohamed Muktar Jama Farah. Até então, a história que Mo Farah contava era de que havia chegago ao país com sua família refugiada.

Com nove anos de idade, então, ele teria sido levado ao território britânico por uma mulher e sob o nome de outra criança, Mohamed Farah. Ele acreditava que ficaria com seus parentes, mas terminou forçado à servidão doméstica.

“A história real é que eu nasci em Somaliland, norte da Somália, como Hussein Abdi Kahin. Ao contrário do que disse no passado, meus pais nunca viveram no Reino Unido”, explicou no documentário.

Farah apenas coseguiu se libertar quando contou ao seu professor de educação física na escola sua verdadeira identidade.

- Advertisement -
Gabriel Lima
Gabriel Lima
Gabriel Lima é jornalista, formado pela Universidade Federal do Pará. Já participou da cobertura dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires, 2018. Na ocasião, esteve responsável pelas notícias e atualizações da ginástica artística.

Compartilhe

Recentes